DENGUE: SE VOCÊ AGIR, PODEMOS EVITAR

Cultura Canina, presença ilustre na linguagem popular.

leave a comment »


A utilização deste animal na linguagem apresenta alegorias fantásticas e interessantes de conhecer. Popularmente, a figura do cachorro é historicamente uma fonte de interpretações riquíssimas. O cachorro é um animal que ilustra a imaginação popular desde a antiguidade até os dias de hoje.

Será comentado sobre algumas passagens do linguajar popular que saltam á memória das inúmeras existem:

Expressões:

Amarrar cachorro com linguiça: Fazer algo utópico achando que dará certo.

Cão que ladra não morde: Aquele que muito fala e pouco faz.

O cão ladra mais a caravana não para: Quando se fala muito de um fato que não acontecerá.

Cachorro mordido por cobra tem medo até de salsicha: Precaução.

Estar que nem cachorro na carniça: O mesmo que estar como mosca na padaria ou pintinho no lixo. No lugar que pediu a Deus. Felicidade .

Engatado que nem cachorro: Ser pego no flagrante. O mesmo que com a boca na botija.

Ser pego com o osso na boca: Idem.

Que nem o  gato foge do cão: O mesmo que o diabo foge da cruz ou o rato foge do gato. Evitar uma pessoa ou coisa o quanto puder.

Osso duro de roer: Complicação. Tarefa difícil.

Ficar que nem um perdigueiro: Ficar esperto , em cima do fato, investigar.

Cachorrada: Aprontação, armação.

—————————————————————————————————————

Atribuições:

O Cão: O Diabo

Cachorro: Mulherengo ou/e safado.

Cachorrão: Conquistador barato ou garanhão de quermesse.

Vira-lata: Vagabundo

Dogão: Cachorro quente: sanduíche de salsicha.

Cachorro alongado: Gente rueira que sai e passa dias na rua.

Coração de cachorro: Amigo fiel.

Cão chupando manga: Coisa feia.

Cão chupando Jaca: Coisa mais feia ainda.

Cão virado do avesso: Mais é feio…mais é…!!!( nas 3 explicações o cão é referente ao diabo).

Cãozinho de madame: Gente fresca. Mimado.

Televisão de cachorro: Máquina de assar frango.

Cachorro louco: O mesmo que a bruxa solta.

Mês do cachorro louco: Agosto.

Na boca do cachorro: Algo tido como perdido.

Perdigueiro: pessoa esperta que dificilmente será enganada.

Que nem cachorro: gosta de sofrer, de apanhar e de ser mandado.

—————————————————————————————————————–

Superstições:

Puxar rabo do cão: Deixa ele fujão (de fato qualquer um fugiria de alguém que puxasse seu rabo).

Fazer corrente com o dedo minimo: Simpatia que segundo alguns adeptos impede o cachorro de defecar (e perder tempo).

Cão que deita com as patas da frente cruzada: Da uma sorte tremenda.

Cão que deita que nem sapo:  Sinal de dinheiro e boas energias.

Cachorros risadinhas: Animais ilustres e simpáticos que levam a sorte por todos os lugares que passam.

Anúncios

Written by I.E.C - CCZ

17/07/2012 às 9:13 am

Publicado em DIVERSOS, LEGAL PRA CACHORRO, LIVRE

Tagged with , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: