DENGUE: SE VOCÊ AGIR, PODEMOS EVITAR

Semana Estadual de Vigilância e Controle da Leishmaniose – De 06 a 10 de Agosto 2012

leave a comment »


 O que é a Leishmaniose Visceral?

É uma doença grave, que atinge humanos e cães. Quando não tratada, esta doença pode levar a morte até 90% dos casos humanos. Ela é causada pelo protozoário Leishmania chagasi, e é transmitido através da picada de um inseto chamado flebotomíneo (Lutzomyia longipalpis), popularmente conhecido como mosquito palha.

Como a Leishmaniose Visceral é transmitida?

Por causa dos desmatamentos, o mosquito tem perdido seu habitat natural em matas e florestas e chegado cada vez mais perto dos centros urbanos, sítios e jardins. É um mosquito muito pequeno e caracteriza-se pela sua forma de pousar com as asas entreabertas.

A doença é transmitida pela fêmea do mosquito palha contaminado, quando o mosquito pica cães infectados e, posteriormente, pica humanos. Não há transmissão direta entre pessoas e entre pessoas e cães.

Quais os principais sintomas?

Em Humanos:

. Febre irregular de longa duração (mais de 7 dias);

. Falta de apetite, emagrecimento e fraqueza;

. Barriga inchada (aumento do baço e fígado)

Procurar o serviço de saúde mais próximo de sua residência, principalmente se esteve em área onde a doença esteja ocorrendo.

Em cães:

Os cães podem ficar infectados por vários anos sem apresentarem sinais clínicos. Estes cães são fontes de infecção para o inseto transmissor da doença, e portanto, um risco à saúde de todos. Nestes casos, a única forma de detectar a infecção é através de exames específicos.

Quando os cães adoecem apresentam principalmente os seguintes sinais clínicos:

. Apatia;

. Lesões de pele ( feridas e descamações);

. Queda de pelos, inicialmente ao redor dos olhos e nas orelhas;

. Emagrecimento progressivo;

. Lacrimejamento (conjuntivite);

. Aparecimento de ínguas;

. Crescimento anormal das unhas;

. Inchaço de pernas;

. Sangramento de nariz ou de outras aberturas

Como prevenir?

A criação e proliferação do inseto vetor da doença se dá  no meio da matéria orgânica e em criadouros de animais, por isso deve-se:

. Evitar criações de porcos e galinhas em área urbana:

. Manter a casa e o quintal livres de matéria orgânica, recolhendo folhas de árvores, fezes de    animais, restos de madeiras e frutas;

. Todo esse lixo deve ser embalado e fechado em sacos plásticos;

. Proprietários de terrenos desocupados devem adotar as mesmas medidas descritas acima;

. Manter o animal em ambiente telado com malha fina durante o período de maior atividade do inseto transmissor (do entardecer ao amanhecer);

. Uso de coleiras repelentes de insetos;

. Adotar a posse responsável do animal, não permitindo que o mesmo fique solto nas ruas;

. Permitir o acesso das autoridades sanitárias aos seu domicílio, para testagem dos cães e reconhecimento dos que estiverem com LV.

Qualquer dúvida sobre a Leishmaniose Visceral, procure o Serviço de Saúde mais próximo ou o Centro de Controle de Zoonoses através dos telefones: 3527-0309 ou 3535-4441.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: