DENGUE: SE VOCÊ AGIR, PODEMOS EVITAR

POMBOS URBANOS

leave a comment »


pombos t

O pombo doméstico e o pombo correio são uma variedade do pombo das rochas do mediterrâneo Columba lívia, atualmente encontrados em todo o mundo, exceto nas  regiões polares.

O aumento de pombos pode ser verificado dia-a-dia, graças  à alimentação inadequada e às construções que facilitam seu abrigo.

Quando alimentadas pelo homem, as aves deixam de buscar na natureza alimentos próprios à elas como: grãos, frutos e insetos.

O  recebimento de  alimentos inadequados  geram  mudanças hormonais, que  levam  a um aumento exagerado na população de pombos, com aumento de crias e filhotes. Ao invés de 2 crias anuais, os pombos estão tendo 6 crias. A ausência de predadores naturais como gaviões e corujas, auxiliam para que um bando de pombos dobre de tamanho em um ano e o  desiquilíbrio populacional dessas aves acarreta problemas para o ambiente e afeta a qualidade de vida das pessoas.

Agravos para a saúde

Os pombos podem transmitir doenças como a criptococose, histoplasmose, salmonelose , ornitose, além de parasitas como ácaros e piolhos.

Importante

Nunca limpe as fezes secas dos pombos sem umedecê-las. Proteja o nariz e a boca com máscara e utilize luvas quando for fazer a limpeza de locais onde estejam acumuladas fezes e ninhos de pombos. Umedeça bem as fezes com solução desinfetante à base de cloro (água sanitária diluída em água, em partes iguais). E não alimente os pombos!

A Fundação Municipal de Saúde, através do departamento de IEC- Informação, Educação e Comunicação  do  Centro de Controle de Zoonoses, iniciou trabalho preventivo com equipes de manutenção do Próprios Municipais, Fundação Municipal de Saúde e Secretaria Municipal de Educação para orientações sobre abrigos e limpezas dos locais públicos.

Controle do abrigo

. Instale tela ou alvenaria nos vãos dos telhados para impedir a entrada de pombos

. Estique fio de náilon ou arame nos locais de pouso, como beirais, muros, telhados, numa altura de 10 cm

. Utilize objetos pontiagudos para evitar que as aves pousem ou façam ninhos

. Aplique substância pegajosa (gel repelente) em camada fina

. Utilize produtos com odores fortes como creolina, naftalina ou formalina. Estas substâncias afastam as aves por algum tempo

. Modifique a superfície de apoio das aves para que fique com inclinação superior a 60 grau.

. Coloque telas em volta das caixas de ar condicionado para evitar que os pombos pousem, defequem e você respire a poeira destas fezes, onde estão alojadas as várias doenças transmitidas por estas aves.

Não alimente os pombos nem deixe acessíveis restos de comida e ração de cães e gatos em potes descobertos.

Ao construir, lembre-se da angulação em marquises e aberturas que facilitam abrigo para estas aves.

É  importante salientar que o Centro de Controle de Zoonoses NÃO faz a retirada e controle das aves e piolhos dos locais. Ao ser solicitado, o CCZ orienta o morador  de como deve agir diante deste problema urbano.

Para solicitação de visitas e orientações, entrar em contato com o Centro de Controle de Zoonoses através do tel.: 156

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: