DENGUE: SE VOCÊ AGIR, PODEMOS EVITAR

Plaquinha de identificação ajuda a encontrar gata “perdida” em Araras

leave a comment »


Uma história bastante curiosa mobilizou os funcionários do Centro de Controle de Zoonoses de Rio Claro e reforçou a importância da identificação de animais através de placas colocadas no pescoço ou implantação de microchip.

Tudo começou com uma ligação telefônica. Uma gatinha havia sido encontrada aparentemente perdida por um morador de Araras. No pescoço ela tinha uma plaquinha do CCZ de Rio Claro, com um número de identificação. O rapaz que a encontrou ligou para a Zoonoses para tentar localizar o proprietário. No sistema descobriu-se que o dono do animal residia no bairro Mãe Preta. O endereço que constava no cadastro, não existia. Nas redes sociais, outra pista. O dono da gatinha estaria morando na cidade de Tupã, mas trabalhava em um supermercado de Marília.

O desafio era saber o que uma gata vacinada em Rio Claro estava fazendo em Araras se seu proprietário morava em Tupã? Foram algumas horas de pesquisa até que se chegasse a uma explicação. Na verdade, quando a Nina foi vacinada, seu dono, Juliano Bastos, morava em Rio Claro e o endereço apresentado foi o de sua mãe, no bairro Mãe Preta. Tempos depois Juliano se mudou para Araras e levou a gatinha com ele. A atenção de Nina passou a ser dividida com outras pessoas com as quais Juliano morava. Por questões pessoais o rapaz deixou Araras e foi morar com a sua família em Tupã. A gatinha, no entanto, permaneceu em Araras e nela foi colocada a plaquinha de identificação do CCZ de Rio Claro. Mas por que o animal estava na rua, se tinha uma casa? Nina é uma gata esperta, daquelas que em um único descuido, aproveita para sair. E foi o que ela fez. E como estava sendo alimentada, acabou aparecendo muitas vezes na casa do rapaz que a encontrou e que reside no mesmo bairro onde seu verdadeiro dono mora, Jardim São João.

Disso tudo concluímos que, encontrar o dono de um animal perdido, é bem mais fácil quando o bichinho possui uma identificação. Não precisa ser necessariamente a placa do Centro de Controle de Zoonoses. Episódios como este poderiam ser bem mais frequentes se os donos de animais providenciassem uma plaquinha, com endereço ou telefone de contato. Muitos bichinhos conseguiriam voltar para a casa a salvo e muitos donos respirariam aliviados.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: