DENGUE: SE VOCÊ AGIR, PODEMOS EVITAR

PREVENÇÃO CONTRA MOSQUITOS NOS CEMITÉRIOS

leave a comment »


Ações preventivas em relação a criadouros de mosquitos foram realizadas nos cemitério da cidade

No Dia das Mães, aqueles que não podem mais abraçá-las pessoalmente, visitam seus túmulos nos cemitérios da cidade.

Visando que os números de criadouros do mosquito Aedes aegypti  não aumentem após estas visitas aos entes queridos, a Fundação Municipal de Saúde, através do Centro de Controle de Zoonoses distribuiu faixas e alertas fixados em locais visíveis nos cemitérios.

A recomendação para as pessoas que foram homenagear os mortos enfeitando com flores seus túmulo era para que retirassem as embalagens plásticas que envolvem os vasos, colocando-as nas lixeiras espalhadas pelos cemitérios.

A água parada em pequenos locais pode servir de abrigo para os ovos e larvas de mosquitos.

É importante  a população ter conhecimento de  que  estes saquinhos, assim como os pratinhos de plantas são reservatórios de água e acabam criando as larvas do mosquito Aedes aegypti.

Mesmo as embalagens “amarradas” servem de criadouros.

Ovos de aedes podem ficar até 450 dias em locais secos. Um ano e meio depois de depositados, ao terem contato com água, eles eclodem.

Equipes de gentes estiveram durante todo o domingo nos cemitérios orientando visitantes sobre cuidados preventivos no local e auxiliando a população na remoção de embalagens plásticas.

Jogar o lixo nos locais adequados e não deixar acumular água são ações  simples e eficazes para evitarmos uma epidemia em nossa cidade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: