DENGUE: SE VOCÊ AGIR, PODEMOS EVITAR

Archive for the ‘DICAS’ Category

Profissionais da Zoonoses participam de curso sobre o Aedes na Fiocruz

leave a comment »

Duas profissionais do Centro de Controle de Zoonoses, a bióloga Milene Weissmann e a Chefe de Núcleo de Combate a Endemias, Maria Júlia Garnieri Baptista estão no Rio de Janeiro participando do Curso Controle do Aedes egypti: Teoria, História, Obstáculos, Novas Tecnologias e Desafios 2017. O encontro está sendo realizado pela Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca (Ensp) da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

O curso objetiva aprimorar o senso crítico dos alunos a partir de informações atualizadas sobre o escopo teórico dos procedimentos de controle de vetores, da biologia e comportamento do vetor, da história do controle do Aedes aegypti no país e dos determinantes sócio ambientais para o sucesso ou fracasso das ações de controle. Até a próxima sexta-feira, várias palestras e estudos já realizados serão repassados aos participantes, permitindo que cada um leve para o seu município a experiência adquirida com os demais profissionais.

Anúncios

Zoonoses avalia como positivo Dia D de Combate ao Aedes

leave a comment »

Iniciativa reforçou a necessidade de combater o mosquito

O Dia D de Combate ao Aedes realizado no sábado, no Lago Azul, foi considerado uma iniciativa positiva pelo Centro de Controle de Zoonoses (CCZ). De acordo com a gerente Amanda Maria Borotti, o evento não apenas chamou a atenção para a importância de eliminar criadouros do mosquito como produziu mais conhecimento sobre o Aedes, transmissor da Dengue, Chikungunya, Zika e Febre Amarela. “Ações como esta, reforçam a necessidade de manter a população em alerta para evitar surtos de doenças”, afirmou a gerente do CCZ.  Este ano, até o momento a cidade registrou 13 casos de pessoas com vírus da Dengue e outras 10 acometidas pela Chikungunya.

Com monitoramento da Vigilância Epidemiológica, o público presente no evento pode conferir através de uma lupa detalhes sobre o mosquito que traz tantos problemas à saúde pública. Através de pinturas e desenhos, as crianças se aprofundaram no tema e coloriram máscaras com desenho do mosquito e uma cartilha distribuída pela Defesa Civil com várias figuras para divertir as crianças. Funcionários da Zoonoses fizeram pintura facial e a Sepladema- Secretaria de Planejamento, Desenvolvimento e Meio Ambiente trocou verduras e legumes por material reciclável. A Atenção Básica também esteve presente fazendo a mediação da pressão arterial.

Uma das atrações que animou as crianças foi a presença dos bonecos que representam o agente de saúde e o mosquito. No local do evento foram montados vários espaços para brincadeiras como os jogos de argola, de dados e corrida com a colher. Todas as atrações deram direito a brindes como bolas, canecas e canetas. Um trenzinho levou o público para passeios durante toda a tarde e houve ainda distribuição de pipoca, sorvete e algodão doce.

20171125_121327 20171125_123754 20171125_151219 20171125_131543

20171125_131543 20171125_145329

20171125_132310 20171125_142902

20171125_132910 20171125_133033.jpg

Zoonoses trabalha a socialização de cães para adoção

leave a comment »

Muitos dos animais já foram doados a empresas para reforçarem a guarda

Socializar um animal que teve histórico de agressão é um trabalho longo, exige paciência, dedicação, avaliação de comportamento e acima de tudo, cuidado. No Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), cães que atacaram pessoas nas ruas ou muitas vezes os próprios donos precisam permanecer um tempo em observação para descartar a existência de doenças que possam comprometer a saúde humana, como a raiva por exemplo. Depois disso o cão é castrado e começa um trabalho de interação entre o animal e o tratador que envolve horários de alimentação, limpeza das baias e passeios diários para acalmar, tranquilizar e desestressar o animal.

No CCZ não há recolha de animais abandonados e nem com suspeita de maus tratos já que o compromisso desse órgão público, ligado à Fundação Municipal de Saúde, é com a saúde pública. O Gatil também foi desativado há mais de 1 ano depois de os gatos terem sido adotados. Hoje estão sob a guarda da Zoonoses apenas cães agressores. São 7 no total que ainda estão em processo de doação. Alguns deles, depois de um tempo, são doados. Algumas empresas já adotaram os animais da Zoonoses para reforçar a guarda do patrimônio. Os animais ganham espaço e passam a ser um importante componente a mais de segurança dentro da empresa.

Um dos casos de maior sucesso em termos de adoção dentro do Centro de Controle de Zoonoses de Rio Claro foi da empresa Ancel, em 2014. A cadela Menina, uma vira-lata que há dois anos ocupava uma das baias da Zoonoses, passou a exercer uma função bem mais nobre. Ela ajuda na guarda do patrimônio. A decisão de adotar um cão recolhido das ruas partiu do dono da empresa. Ele queria dar mais segurança aos vigias que fazem a guarda noturna e achou que seria interessante buscar um animal no CCZ. Menina chegou na Zoonoses depois de ser recolhida no bairro Recanto Paraíso onde atacou uma pessoa. Tratada pelos agentes, ela ganhou peso e estava há anos à espera de um lar definitivo.

Uma semana depois da adoção da cadela Menina, a equipe do CCZ conferiu, em seu novo lar, a mudança pela qual o animal passou. Com um espaço maior  para se movimentar, ela já mostrava um novo comportamento, de obediência e fidelidade. A cadela continua na Ancel até hoje e nunca atacou ninguém da empresa. Já de início interagiu com o funcionário que cuida dos animais. Assim como Menina, existem outros cães no Centro de Zoonoses que podem exercer a mesma função. Dessa maneira ganham mais espaço para se movimentarem e retribuem com dedicação ao seu novo dono. A adoção para famílias dificilmente é liberada. Na casa não pode haver outros animais ou crianças e o espaço também tem que ser satisfatório. A

O trabalho do setor tem sido divulgado diariamente através do IEC, departamento de Informação, Educação e Comunicação, que alimenta o seu blog  www.cczrioclaro.wordpress.com.br, uma página no facebook (Zoonoses Rio Claro) e ainda uma conta no twitter @cczrioclaro. Em todas essas mídias sociais informações sobre a Zoonoses podem ser acompanhadas.

Zoonoses alerta sobre cuidado com escorpiões

leave a comment »

Written by I.E.C - CCZ

29/08/2017 at 10:01 am

Zoonoses recolhe gambá muito confundido com ratazana

leave a comment »

gamba

Um gambazinho perdido no bairro da Boa Morte foi recolhido ontem pelo Centro de Controle de Zoonoses. Moradores da região viram o bichinho correndo próximo à praça e conseguiram capturá-lo e levá-lo para uma clínica veterinária bem próxima ao local. A equipe da Zoonoses foi acionada, recolheu o gambazinho e depois fez a soltura do bichinho na Floresta Estadual Edmundo Navarro de Andrade.

Por ser muito parecido com ratazanas, esses gambás muitas vezes são mortos. O gambá não é um roedor, ou seja, não é rato, nem ratazana e nem um parente próximo. Ele é mais próximo do coala e do canguru, pois é um marsupial. Isso porque a fêmea tem um marsúpio, que nada mais é do que uma bolsa na altura da barriga na qual ela abriga seus filhotes. As pessoas confundem principalmente os filhotes e jovens com ratos e ratazanas e possuem asco do animal, mas ele não transmite a leptospirose como muitos pensam.

Eles gostam de forros e telhados. Caso não queira a companhia dessas agradáveis criaturas chame alguém especializado, como biólogos, veterinários e a polícia ambiental para retirar o animal e o devolver à natureza, embora outros possam voltar caso o acesso não seja bloqueado. Jamais chame exterminadores de praga.

Vacinação Antirrábica segue dentro da meta esperada

leave a comment »

Em mais um final de semana de vacinação antirrábica na área urbana, o resultado estimado pelo Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) segue dentro da meta esperada. Os bairros onde a vacinação foi mais procurada foram Vila Nova, no sábado e Jardim Conduta, no domingo. “Se levarmos em conta o número de postos de vacinação distribuídos este ano em relação ao ano passado, houve um aumento de 22% na procura pela vacina”, informou a gerente do CCZ, Amanda Borotti.

O horário de maior procura nos postos de vacinação varia de acordo com o bairro, mas a população tem preferido o período da manhã para aproveitar melhor o dia. Os proprietários que tiverem a carteira de vacinação devem levá-la para manter o controle da vacina. Os que não tiverem, receberão a carteirinha para que possam apresentá-la nas demais campanhas de vacinação. A Zoonoses reforça a necessidade da vacinação nos animais domésticos. “O contato com morcegos pode colocar em risco a vida do animal e consequentemente de seu dono, caso haja contaminação pelo vírus da raiva”, explicou Amanda.

Itapira, também no interior de São Paulo confirmou na quinta-feira (10) que a cidade registrou 14 casos de raiva em animais neste ano. Em 2016, foram dois casos da doença no município. Dos 14 casos confirmados, 11 foram registrados em bovinos, dois em morcegos-vampiros e um em morcego insetívoro.

A Zoonoses ressalta ainda que caso o morador encontre um morcego caído no quintal de casa, não deve de maneira alguma tocá-lo. Mantenha os animais da casa (cães e gatos) distantes, coloque um balde sobre o morcego ou uma toalha molhada e chame o Centro de Zoonoses para que ele possa ser recolhido. Os telefones de contato do CCZ são 3535-4441 ou 3533.7155. O morcego será encaminhado ao Instituto Pasteur para análise.

Lembrando ainda que caso os proprietários de cães ou gatos não consigam vaciná-los durante a campanha, a unidade do CCZ no Distrito Industrial também realiza a vacinação, de segunda a sexta-feira, das 7h00 às 16h00. O importante é imunizar o animal, protegendo-o contra essa doença.

Vacinação antirrábica começa dia 5

leave a comment »

vacina gato

A Campanha de vacinação antirrábica em cães e gatos na área urbana começa dia 5 de agosto. Vários postos de vacinação serão montados ao longo dos meses de agosto e setembro, para atender a população. A vacinação terá início nos seguintes bairros:

DIA 05/08 (SÁBADO)
1. RES. VILA VERDE: AV. 1MP C/ R. 19RV EM FRENTE AO CENTRO DE ARTES E ESPORTES UNIFICADOS (CEU – MÃE PRETA)
2. VILA INDUSTRIAL/CHÁCARA RUPIARA: R. 4VI C/ AV. 3VI
3. PARQUE RESIDENCIAL: AV. 82A C/ R. 3A e 4JPR
4. JARDIM AMÉRICA: AV. 54A C/ R. 4JA e 5JA (PRAÇA)
5. VILA CRISTINA: AV. 58A C/ R. JOSÉ FELÍCIO CASTELLANO NA UBS VILA CRISTINA
6. JD. BANDEIRANTES: ESTRADA DA BOMBA, “PROJETO BANDEIRANTES” (ATRÁS DO ANTIGO CRAS)

DIA 06/08 (DOMINGO)
1. ARCO ÍRIS / JD. VILAGE: R. 9C C/ R. 16 EM FRENTE À ESCOLA JOSÉ CARDOSO
2. ARCO ÍRIS: R. 6JA C/ R. 3 (QUADRA POLIESPORTIVA)
3. VILA SÃO MIGUEL: R. 9A C/ AV. 72A e 74A EM FRENTE À ESCOLA SYLVIO DE ARAÚJO
4. VILA SÃO MIGUEL: ANEL VIÁRIO C/ AV. 70A
5. PQ. MÃE PRETA: AV. 1MP C/ R. 12MP NO PSF MÃE PRETA

Funcionários Do Centro de Controle de Zoonoses estarão das 9h00 até às 16h00 vacinando os animais domésticos. O objetivo é atingir 60% da população de cães e gatos do município, calculada em 32 mil.