DENGUE: SE VOCÊ AGIR, PODEMOS EVITAR

Archive for the ‘PALESTRAS’ Category

Bombeiros recebem orientação sobre FEBRE MACULOSA.

leave a comment »

A equipe de Informação e Educação  do Centro controle de Zoonoses estive essa semana na sede  do Corpo de Bombeiros de Rio Claro para orientações sobre Febre Maculosa.

Sabendo que nossa região tem registrado vários óbitos da doença, o CCZ foi levar informações sobre a doença, já que a equipe de Corpo de Bombeiros sempre está em áreas de risco.

Febre maculosa é uma doença transmitida pelo carrapato-estrela ou micuim da espécie Amblyomma cajennense. Esse carrapato pode ser encontrado em animais de grande porte (bois cavalos, etc.), cães, aves domésticas, roedores e, especialmente, na capivara, o maior de todos os reservatórios naturais.

Para haver transmissão da doença, o carrapato infectado precisa ficar pelo menos quatro horas fixado na pele das pessoas.

A febre maculosa tem cura desde que o tratamento com antibióticos seja introduzido nos primeiros dias, após o surgimento dos sintomas.

Os sintomas são febre alta, dor no corpo, dor da cabeça, inapetência, desânimo. Depois, aparecem pequenas manchas avermelhadas nas palmas das mãos e sola dos pés, as máculas que crescem e tornam-se salientes.

A prevenção da febre maculosa pode ser feita da seguinte forma:

Examine seu corpo cuidadosamente a cada três horas pelo menos quando for passear em áreas de mato. Use roupas claras porque facilitam enxergar melhor os carrapatos.

Coloque a barra das calças dentro das meias e calce botas de cano mais alto nas áreas que possam estar infestadas por carrapatos. Tenha cuidado ao retirar o carrapato que estiver grudado em sua pele;

* Não se esqueça de que os sintomas iniciais da febre maculosa são semelhantes aos de outras infecções e requerem assistência médica imediata. Caso sinta os sintomas procure uma unidade de saúde e avise ao Medico que esteve em contato com carrapato ou área de risco. Essa informação e muito importante e pode salvar sua vida.

Anúncios

CCZ TEM NOVO TEMA DE PALESTRA

leave a comment »

A Fundação Municipal de Saúde, através de sua equipe de educação e informação do CCZ, está ministrando a palestra: Lixo = Bicho – Animais e doenças relacionadas ao descarte incorreto de lixo – em escolas, igrejas, projetos, unidades de saúde.
Apenas no último mês, Solange Mascherpe e Daiana Carolina Joaquim  já levaram informações sobre os problemas relacionados ao lixo, para mais de 2.000 pessoas.
O objetivo é a conscientização do público sobre as doenças geradas e a diminuição de materiais descartados por ruas e terrenos da cidade.
Colabore: jogue lixo apenas em locais corretos.

XVIII SIPAT POTENCIAL

leave a comment »

A equipe de Educação do CCZ, Solange Mascherpe e Daiana Carolina Joaquim,  estiveram  presentes  na XVIII Sipat da empresa Potencial orientando funcionários com a palestra Lixo = Bicho – Animais e doenças relacionadas ao descarte incorreto de lixo.
Estas orientações auxiliam na prevenção de diversas  zoonoses e animais peçonhentos.
Nossos agradecimentos à direção pela oportunidade da informação.

CCZ EM TREINAMENTO DA GUARDA AMBIENTAL

leave a comment »

Os municípios de Rio Claro e Cordeirópolis estão capacitando guardas municipais para também atuarem em questões ambientais.

A Guarda Civil Municipal de Rio Claro terá atuação ambiental com poder de polícia administrativa que possibilita a emissão de autos de infração às pessoas que depositarem resíduos sólidos de forma irregular.

O Centro de Controle de Zoonoses participou do treinamento com a palestra Lixo = Bicho – Animais e doenças relacionadas ao descarte incorreto de lixo, onde são abordados os diversos animais e doenças relacionadas, como  Dengue, Zika, Chikungunya transmitidas pelo Aedes aegypti que encontra nos inservíveis jogados aleatoriamente, locais ideais para procriação; além dos ratos e insetos que atraem cobras e animais peçonhentos, resultando em  grandes problemas para a saúde pública.

A conscientização da população é fundamental para o controle destas doenças e a Guarda Ambiental auxiliará no sentido de orientar e multar aqueles que ainda insistem em ações medievais de descarte em locais inapropriados.

 

CCZ NA SIPAT PERFORTEX

leave a comment »

A Empresa Perfortex Tintas, iniciou a semana de SIPAT e o CCZ esteve presente com a palestra LIXO= BICHO – Animais e doenças relacionadas ao descarte incorreto de lixo.

Com o grande enfrentamento de lixo jogado em ruas e terrenos da cidade,  a palestra tem o intuito de conscientizar as pessoas sobre o perigo que o descarte inadequado causa à saúde publica.

Jogar lixo nos terrenos favorece a proliferação de diversos bichos, insetos e animais peçonhentos. Basta um recipiente plástico jogado em um terreno, para que seja formado um verdadeiro criadouro de mosquitos da Dengue, Zika, Chikungunya e Febre amarela.

Lixos atraem  ratos,  baratas e consequentemente  outros animais que alimentam-se destes, como  cobras,  escorpiões, entre outros; aumentando assim o número de acidentes com animais peçonhentos e a transmissão de diversas zoonoses.

É necessário  investir na conscientização da população a respeito da importância de adotar uma postura adequada em relação ao descarte de lixo.

 

 

 

CCZ ATUALIZA INFORMAÇÕES SOBRE FEBRE MACULOSA NA UNESP

leave a comment »

Visando evitar óbitos, CCZ orienta diversos setores municipais

Febre Maculosa é uma doença  com grande números de mortes em razão de seus sintomas serem semelhantes à outras  doenças,  como Dengue ou  Leptospirose.

A informação é fundamental para que  profissionais  de saúde sejam alertados e possam iniciar tratamento adequado.

O setor de educação do Centro de Controle de Zoonoses tem repassado informações sobre prevenção e tratamento da Febre Maculosas ao final de  todas palestras ministradas.

Solange Mascherpe, Chefe de Núcleo de Zoonoses e Daiana Carolina Joaquim, Agente de Endemias, participaram de Mini Curso sobre Carrapatos na UNESP, apresentado  pela Dra. Patricia Rosa de Oliveira , pelo Prof. Luiz Adriano Anholeto e professores da Esalq de Piracicaba. Esta  atualização sobre o tema,  tem como objetivo ampliar conhecimentos para serem repassados à população, evitando-se óbitos, como tem ocorrido em cidades vizinhas.

A doença começa abruptamente com um conjunto de sintomas semelhantes aos de outras infecções: febre alta, dor no corpo, dor da cabeça, inapetência, desânimo. Depois, aparecem pequenas manchas avermelhadas, as máculas, que crescem e tornam-se salientes.  A erupção cutânea é generalizada e manifesta-se também na palma das mãos e na planta dos pés;

Atraso no diagnóstico e, consequentemente, no início do tratamento pode provocar complicações graves, como o comprometimento do sistema nervoso central, dos rins e pulmões, das lesões vasculares e levar ao óbito.

Prevenção:

. Evite o contato com carrapatos. Se, por acaso, estiver numa área em que eles possam existir, como: beiras de lagos e rios, trilhas, pastos, parques, florestas, tome as seguintes precauções:

. Examine seu corpo cuidadosamente a cada três horas pelo menos, porque o carrapato-estrela transmite a bactéria responsável pela febre maculosa só depois de pelo menos quatro horas grudado na pele;

. Use roupas claras porque facilitam enxergar melhor os carrapatos;

. Coloque a barra das calças dentro das meias e calce botas de cano mais alto nas áreas que possam estar infestadas por carrapatos.

. Corte o mato e grama rente ao solo;

. Tenha cuidado ao retirar o carrapato que estiver grudado em sua pele: não esmague com as mãos ou unhas pois você pode adquirir a doença através de pequenos ferimentos na pele;

. Não se esqueça de que os sintomas iniciais da febre maculosa são semelhantes aos de outras infecções e requerem assistência médica imediata. Esteja atento ao aparecimento dos sintomas comuns a vários tipos de infecção e avise o médico para um  diagnóstico diferencial.

Não existe vacina contra a febre maculosa brasileira.

 

 

CCZ no Centro de Ressocialização Masculino ‘Drº LUIS GONZAGA DE ARRUDA CAMPOS’

leave a comment »

A convite do Sr. Márcio Manuel dos Santos, diretor do CRM – Centro de Ressocialização Masculino ‘Drº LUIS GONZAGA DE ARRUDA CAMPOS’, a equipe de educação do Centro de Controle de Zoonoses, Solange Mascherpe e Daiana Carolina Joaquim, realizaram palestra sobre o mosquito Aedes aegypti aos internos e funcionários.

A eliminação de criadouros destes mosquitos deve ser realizada diariamente e em todos os locais que houver água parada,  evitando-se assim a transmissão de doenças como Dengue, Zika,  Chikungunya e Febre Amarela.

Na oportunidade, informações sobre Febre Maculosa também foram realizadas.