DENGUE: SE VOCÊ AGIR, PODEMOS EVITAR

Posts Tagged ‘ações

Boletim Educom destaca ações dos municípios contra a dengue

leave a comment »

Edição destaca trabalho da Fundação Municipal de Saúde através do Centro de Controle de Zoonoses

 

Anúncios

Ações da Zoonoses contra o Aedes se intensificam nos bairros e área central

leave a comment »

Várias ações visando combater a proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da Dengue, Zika e Chikungunya vem sendo realizadas pela Fundação Municipal de Saúde, através do Centro de Controle de Zoonoses. A região passa por um período de transmissão do vírus tipo 2 da Dengue que não circula em Rio Claro há alguns anos e por este motivo boa parte da população não está imune a uma contaminação por esse sorotipo. Visando evitar que o município registre novos casos da doença, a Zoonoses vem trabalhando desde o início do ano em ações realizadas em pontos diferentes da cidade. O trabalho é baseado nas últimas análises de densidade larvária que colocam Rio Claro em estado de alerta. A mais recente foi feita em janeiro e registrou índice de 1.6.

O Núcleo de Combate a Endemias iniciou 2019 colocando seus agentes à frente de operações bloqueio, nebulizações e mutirões de limpeza que são realizados aos sábados. Nos casos de imóveis fechados onde há denúncias de focos do mosquito e cujo proprietário não é localizado, o CCZ vem colocando em prática a operação Quebra Cadeado.  O imóvel é aberto com o auxílio de um chaveiro e os agentes fazem a inspeção no local.  Apesar de toda essa mobilização, há ainda muitos criadouros nas residências, situação verificada diariamente pelos agentes. “Parte da população compreendeu a necessidade da eliminação da água parada em recipientes, mas ainda existem munícipes que não acreditam na disseminação da doença e relaxam na prevenção”, disse o gerente do Centro de Controle de Zoonoses, Diego Reis.

Quando há casos positivos ou suspeitos de Dengue e suspeitos de chikungunya e zika virus são realizados bloqueio e nebulização no local. O bloqueio consiste em cercar a área onde os casos são registrados e fazer uma checagem nas residências para verificar a existência de larvas do mosquito. A maioria das larvas capturadas é do Aedes aegypti, de acordo com análises feitas em laboratório. Segundo dados do CCZ já foram feitas as seguintes ações  referente ao controle do vetor nesses primeiros três meses do ano, nos locais onde a doença foi confirmada:

Operações bloqueio no distrito de Assistência, Jardim Esmeralda, Arco-Íris, Jardim das Flores e Parque Mãe Preta. Bloqueio e Nebulização no Cervezão, Alto do Santana, Jardim Conduta, Jardim São Paulo, Santa Cruz, Jardim das Palmeiras, Santana, Jardim Floridiana e Jardim Primavera. Bloqueio, nebulização e mutirão de limpeza nos bairros São Miguel e Jardim Novo Wenzel. No centro da cidade foram realizados bloqueio, nebulização e ação educativa.

 

Além das visitas casa a casa, a Zoonoses já realizou também mutirões de limpeza nos bairros Bonsucesso, Novo Wenzel, Bom Retiro, Jardim Progresso, Jardim São João, Jardim Azul, Jardim São Caetano, São Miguel, Boa Vista 1 e 2, Santa Maria, Terra Nova e Jardim Novo 2.

Profissionais da Zoonoses participam de curso sobre o Aedes na Fiocruz

leave a comment »

Duas profissionais do Centro de Controle de Zoonoses, a bióloga Milene Weissmann e a Chefe de Núcleo de Combate a Endemias, Maria Júlia Garnieri Baptista estão no Rio de Janeiro participando do Curso Controle do Aedes egypti: Teoria, História, Obstáculos, Novas Tecnologias e Desafios 2017. O encontro está sendo realizado pela Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca (Ensp) da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

O curso objetiva aprimorar o senso crítico dos alunos a partir de informações atualizadas sobre o escopo teórico dos procedimentos de controle de vetores, da biologia e comportamento do vetor, da história do controle do Aedes aegypti no país e dos determinantes sócio ambientais para o sucesso ou fracasso das ações de controle. Até a próxima sexta-feira, várias palestras e estudos já realizados serão repassados aos participantes, permitindo que cada um leve para o seu município a experiência adquirida com os demais profissionais.

IEC Faz avaliação de 2016

leave a comment »

As atividades desenvolvidas pelo IEC, setor de Informação, Educação e Comunicação do Centro de Controle de Zoonoses, durante o ano de 2016, atingiram um público de mais de 70 mil pessoas. A estimativa leva em conta as palestras realizadas em escolas, empresas e outras instituições e também a organização ou participação em eventos que envolvem as unidades de saúde ou que têm expectativa de grande público, como Dia Mundial da Saúde, Exposição de Orquídeas, exibição de filmes institucionais nas salas de cinema, entre outros. Em 2017 até o momento 45.658 pessoas tiveram acesso as informações de Zoonoses através de ações do IEC.

O desempenho do setor pode ser conferido no blog da Zoonoses:

https://cczrioclaro.wordpress.com/iec-eventos-e-palestras-do-mes/

Até o mês de maio de 2017 o IEC já somou 64 ações, todas voltadas à conscientização sobre a importância de eliminar os criadouros do Aedes aegypti e evitar que o município passe por novo surto das doenças transmitidas pelo mosquito.

O maior número de palestras e eventos e também de público é quase sempre registrado no mês de março. Nesse período as pessoas se sentem mais vulneráveis às ameaças do Aedes aegypti devido ao calor. Por este motivo procuram mais por orientações, solicitando os serviços de IEC nesse período. Essa sensação de menor risco nos demais meses não se justifica. O mosquito pode até diminuir a sua reprodução, mas continua sendo uma ameaça. A melhor maneira de manter a situação sob controle é enfatizar, o ano todo, as medidas de combate ao vetor, através de orientações.

Caça às larvas

leave a comment »

 

O Centro de Controle de Zoonoses realizou de 1 a 15 de julho a Avaliação de Densidade Larvária. O índice conhecido como Breteau é o valor numérico que permite conhecer o nível de infestação de larvas do Aedes aegypti nos quatro setores do município percorridos pelos agentes. No total foram trabalhadas 124 quadras e 2.449 imóveis.

Embora os casos de Dengue tenham diminuído este ano em Rio Claro, os trabalhos de prevenção das equipes continuam sendo realizados. Os resultados do Breteau e do IIP (Índice de Infestação Predial) permitem a Zoonoses direcionar as ações de combate ao Aedes aegypti procurando diminuir a incidência das doenças  transmitidas pelo mosquito. O resultado final foi divulgado dia 20 e apontou um índice de 0.3, considerado satisfatório. A EPTV acompanhou o trabalho dos agentes. Confira no link:

http://g1.globo.com/sp/sao-carlos-regiao/jornal-da-eptv/videos/v/centro-de-controle-de-zoonoses-de-rio-claro-coleta-dados-para-calcular-indice-de-breteau/5997175/

Mais de 9 mil pessoas assistiram em março palestras do IEC

leave a comment »

Departamento da Zoonoses falou sobre a Dengue para empresas, escolas, igrejas e órgãos da administração pública

Dengue 04 03 15 (23)

 

Dengue 03 15 (29)

 

Asssembléia de Deus 03 15 (6)

 

Chensom (3)

 

Dengue 03 15 (16)

 

Dengue tarde 03 15 (7)

 

Guarda Mirim 03 15 (7)

 

Dengue 25 02 15 (4)

 

Escola Nazarena 03 15 (7)

 

dengue_02 07 07 15

 

tarde (1)

 

 

O mês de março foi de muito trabalho para o IEC, departamento de Informação, Educação e Comunicação do Centro de Controle de Zoonoses. Nesse período foram realizadas 55 palestras, todas sobre a Dengue em diversas empresas, escolas, igrejas e também para órgãos da administração pública. De acordo o departamento, 9.245 pessoas assistiram às apresentações, todas elas acompanhadas de material informativo sobre a doença como forma de transmissão e os principais sintomas. 

O público que acompanhou as palestras viuatravés de slides, o ciclo de vida do mosquito Aedes aegypti, transmissor da doença, a atuação do vírus dentro do organismo, as maneiras de eliminar os criadouros do inseto e os locais onde o Aedes escolhe para se procriar. Este trabalho complementou as ações de combate à Dengue, realizadas pelos agentes de saúde através da busca ativa por criadouros de casa em casa e também a nebulização realizada nos bairros e centro da cidade. As palestras do IEC podem ser solicitadas através dos telefones 3535-4441 ou 3527-0309.

 

SERVIÇOS PRESTADOS EM 2013

leave a comment »

SIPAT Tigre 10 13 (4) 

O IEC – Informação, Educação e Comunicação com o objetivo de ampliar as informações pertinentes aos serviços desenvolvidos no setor de saúde do município, apresenta a seguir um resumo das atividades desenvolvidas pelo Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), durante o ano de 2013.

Inicialmente, vale ressaltar que, diferentemente do que muitos acreditam, o Centro de Controle de Zoonoses não tem como função cuidar de animais e sim orientar e prevenir as doenças que os animais transmitem, entre elas a Dengue, Raiva, Leptospirose e Doença de Chagas, daí o nome de zoonones  (zoo=animais, noses=doenças).

Em relação à Dengue, um trabalho efetivo é realizado  durante todo o ano, com buscas ativas, retorno de ausentes, arrastões, recolhimento de larvas para análise laboratorial e orientações preventivas por agentes de controle de zoonoses, agentes de pontos estratégicos , bióloga e IEC. Mesmo assim, como aconteceu em todo o país, os números em 2013 foram elevados:

. 1098 – autóctones.     07 – importados

Total : 1105

A partir de solicitações recebidas, a comunidade foi atendida em centenas de situações, com destaque para os pedidos de :

. desratização – 1094

. pombos         –   111

. caramujos     –     91

. carrapatos     –     45

. pulgas           –     09

. morcegos      –     81

. animais peçonhentos – 80

. zoosanitárias – 254  (estas incluem: verificação de maus tratos, sujeira,

barulho, etc.)

. observações animais mordedores –  (nas residências dos respectivos moradores)

. Cães – 272

. Gatos –  36

A campanha para vacinação antirrábica de cães e gatos atendeu mais de 18 mil animais nas zonas Rural e Urbana :

Rural             Cães………  2945

Gatos…….  764

Urbana        Cães…….. 11538

Gatos……. 2883

Total vacinação: 18130

Foram realizadas gratuitamente na sede do CCZ,  6122 cirurgias de castrações:

. Cães –        801

. Cadelas – 2740

. Gatos –    1009

. Gatas –     1572

Apesar do espaço limitado do nosso canil/gatil, que tem originalmente a função de servir como local de observação de animais mordedores, conseguimos que 55 animais encontrassem um lar:  39 – gatos

16 – cães

Na falta de vagas, temos um serviço de intercambio para pessoas interessadas em doar e pessoas interessadas em adotar animais.

Outras ações  importantes desenvolvidas em 2013 pelo departamento de IEC foram as palestras, passeatas e exposições em escolas municipais, estaduais e particulares, empresas, igrejas, projetos, instituições sociais e departamentos públicos  que atingiram cerca de  22.877 pessoas diretamente com palestras sobre Dengue, Posse Responsável de Animais, Pombos Urbanos, Animais Peçonhentos, Caramujos Africanos, Morcegos, Piolhos, entre outros temas

Estes números aumentam com as informações em redes sociais (mais de 48 mil acessos)

site:  www.cczrioclaro.wordpress.com,

twitter: @cczrioclaro e

Facebook: Zoonoses Rio Claro,

além de matérias enviadas à imprensa,  entrevistas em rádios,  jornais e tvs, onde podem ser verificados fotos dos animais para adoção, localização diária dos agentes nos bairros, nebulizações,  pesquisa de material científico, curiosidades, vacinas, estudos em laboratórios e os serviços oferecidos e prestados pela unidade.

Durante o ano, foram confeccionados folhetos e cartazes informativos sobre animais e zoonoses e distribuídos no Programa Saúde da Família, setores da Prefeitura, escolas, empresas, comércio e indústrias, utilizado carro de som pelas ruas, colocação de faixas informativas em locais de grande público, utilização de materiais lúdicos como bonecos, mosquitos e maquetes.

O CCZ também realizou diversas vistorias em parceria com outros departamentos da Prefeitura como Vigilância Sanitária,Vigilância Epidemiológica, Defesa Civil, Secretaria de Agricultura.

Apresentamos nossos agradecimentos pela colaboração e renovamos nosso compromisso de, no próximo ano, realizar um trabalho ainda mais efetivo para a saúde da população.

IEC (Informação, Educação e Comunicação)

do CCZ (Centro de Controle de Zoonoses)

da Fundação Municipal de Saúde