DENGUE: SE VOCÊ AGIR, PODEMOS EVITAR

Posts Tagged ‘agentes

ESCORPIÕES – CCZ REALIZA ATUALIZAÇÃO PARA AGENTES

leave a comment »

Em razão do número expressivo de solicitações relativas à coleta e identificação de escorpiões, a coordenação do Centro de Controle de Zoonoses, através do setor de Educação e Comunicação, organizou um ciclo de palestras através de vídeos do Instituto Butantan, com atualização de informações para os Agentes de Controle de Endemias e Controle de Vetores.

Nos vídeos são abordados : a história , morfologia, reprodução, predadores, utilização de inseticidas, coleta, prevenção e o interesse médico destes aracnídeos.

A atualização destes profissionais com novos estudos e informações, é fundamental para a melhoria dos trabalhos, resultando em um melhor atendimento aos munícipes.

Para recolha e identificação de escorpiões, morcegos , aranhas , serpentes ou bicho barbeiro, o morador deve realizar a solicitação através da Ouvidoria Municipal:

3526-7105.

TRABALHOS DO CENTRO DE CONTROLE DE ZOONOSES

leave a comment »

O Centro de Controle de Zoonoses é um departamento da Fundação Municipal de Saúde que tem como função cuidar das doenças (noses) que os animais (zoo) transmitem, como dengue, raiva, leptospirose, leishmaniose, entre outras.

Animais peçonhentos (que não transmitem doenças mas são um problema considerável para a saúde pública) também é um trabalho realizado, com identificação das espécies e orientações preventivas aos moradores.

 O serviço de recolhimento, identificação e envio para análise de Raiva, estende-se aos morcegos. Quando encontrado um exemplar contaminado, é realizada vacinação em todos os animais da área e observação de animais e humanos por dez dias. A aplicação de vacina antirrábica é realizada diariamente no CCZ e são realizadas campanhas anuais com pontos fixos nos bairros e zona rural.

A desratização é realizada gratuitamente através de raticidas aplicados nas residências após solicitação através da Ouvidoria Municipal : 3526-7105; os agentes colocam as iscas em locais onde crianças e animais domésticos não tem acesso e voltam para monitoramento. Este trabalho também é realizado nos mais de 3000 bueiros da cidade.

              O mosquito palha, transmissor da da Leishmaniose é monitorado com armadilhas que são montadas na zona rural e urbana, onde são identificados focos para controle juntamente com a SUCEN.

                Pombos, Piolhos, Carrapatos e Caramujos Africanos tem atenção especial pelo número de doenças que transmitem e  a facilidade de multiplicação. Os agentes orientam sobre desinfecção de ambientes infestados e armadilhas para os caramujos com descarte correto.

               Agentes de Endemias realizam busca ativa de criadouros do mosquito transmissor da Dengue, Chikungunya, Zika e Febre Amarela em casas e comércio, os agentes de vetores trabalham com a busca ativa em pontos estratégicos como ferro velhos, borracharias, indústrias e realizam nebulização para controle epidêmico.

Com o objetivo de ampliar as informações pertinentes aos serviços desenvolvidos no setor da saúde do município e considerando a importância de informar sobre as ações humanas e suas consequências para consigo, para sua própria espécie, para outros seres vivos e o ambiente, o setor de Educação e Comunicação do CCZ, ministra palestras em escolas, empresas, projetos, igrejas, etc, a fim de prevenir sobre diversas zoonoses  e a posse responsável de animais. Estas importantes informações são compartilhadas também nas redes sociais como Facebook, Twitter , Instagram e Blog.

Confira os números dos trabalhos do CCZ durante o ano de 2020:

Castrações

Total Animais Agendados …………………….. 3.485

Total Animais Castrados ………………………  3.038

Raticida …………………………………………….. 1.778

Vacinas cães e gatos ……………………………. 2.971

Dengue / Ouvidoria ……………………………….. 611

Obs. Animais agressores ………………………… 514

Vistorias Imóveis Estratégicos – IE – …………. 310

Vistorias Pontos Estratégicos – PE – ………….1.275

Equinos / Obs.Raiva …………………………………. 06

Cobras …………………………………………………… 04

Caramujos ……………………………………………… 45

Escorpiões ………………………………………………126

Galináceos ………………………………………………. 31

Morcegos Orientações ………………………………. 65

Morcegos Captura ……………………………………. 64

Pombos ………………………………………………….. 56

Insetos /Carrapatos ………………………………… 128

Leishmaniose …………………………………………… 69

Arboviroses : Combate às Endemias

Imóveis percorridos …………………………………………. 244.562

Imóveis Trabalhados ………………………………………… 131.605

Arboviroses: Controle de Vetores

Nebulização ……………………………………………………….. 9.820

Vistoria em obras …………………………………………………….. 66

Educação e Comunicação

Eventos e Palestras …………………………………………….. 28.443

Redes Sociais / Acessos …………………………….média   30.000

CENTRO DE CONTROLE DE ZOONOSES ORIENTA MUNÍCIPES NO DIA DE FINADOS

leave a comment »

Na próxima segunda-feira, 02, Dia de Finados, agentes do Centro de Controle de Zoonoses estarão trabalhando  das 8 às 17h nos três cemitérios da cidade,  orientando a população sobre a eliminação de criadouros de mosquitos.

É importante  a população ter conhecimento que saquinhos plásticos que envolvem arranjos de flores, vasos e pratinhos de plantas são reservatórios de água e podem criar as larvas do mosquito Aedes aegypti. Mesmo as embalagens “amarradas” servem de criadouros.

É sempre bom lembrar que os ovos podem ficar até 450 dias no seco e mesmo um ano e meio depois de depositados, ao terem contato com água, eles eclodem.

O período de chuvas está começando e é fundamental a colaboração de todos para não deixar nenhum local onde possa acumular água e servir de criadouro do mosquito Aedes aegypti, transmissor de diversas doenças como: dengue, zika, chikungunya e febre amarela.

Jogar o lixo em locais adequados e não deixar acumular água são ações  simples e eficazes para evitarmos novas epidemias em nossa cidade.

A Fundação Municipal de Saúde solicita que à população que atenda às orientações dos agentes e colabore nas ações preventivas.

Mutirão recolhe mais de 1,3 tonelada de criadouros

leave a comment »

O mutirão de combate à dengue realizado no sábado, dia 15, nos bairros Consolação e Bairro do Estádio recolheu uma tonelada e mais 310 quilos de criadouros que estavam espalhados em vários locais do bairro e também nas residências. Vinte e sete agentes participaram desse trabalho. Os moradores receberam as equipes e descartaram vários materiais que estavam amontoados em quintais acumulando água.

Esse tem sido o resultado dos vários mutirões já realizados pelo Centro de Controle de Zoonoses que conta com o apoio da secretaria de Meio Ambiente e em algumas ocasiões também com o departamento de Obras. Na média os agentes recolhem cerca de uma tonelada de inservíveis a cada sábado. A quantidade de material recolhido desde o início do ano já ultrapassou 20 toneladas e a cada operação como essa, moradores são orientados a não deixar que a água se acumule em recipientes.

CCZ redobra os cuidados com a dengue no Dia das Mães

leave a comment »

13 05 18

IMG-20180508-WA0015

 

 

 

 

 

 

 

Uma ação conjunta entre o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), da Fundação Municipal de Saúde e a administração dos cemitérios da cidade visando o combate ao Aedes aegypti será realizada neste domingo, dia 12 de maio, quando se comemora o Dia das Mães. Doze agentes da Zoonoses estarão das 8h00 às 17h00 fazendo um trabalho de orientação junto aos visitantes e recolha de material que acumule água. O objetivo é evitar que, em decorrência do grande movimento de pessoas nos jazigos, aumente o número de focos do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue.

Espera-se neste domingo um movimento de cerca de 40 mil pessoas no Cemitério São João Batista, 5 mil no Cemitério das Palmeiras e outras 1,5 mil no Cemitério Evangélico.

Faixas, cartazes, folhetos e alertas serão fixados nos cemitérios em locais visíveis incluindo as lixeiras indicando que o acúmulo de água em vasos de plantas e embalagens plásticas pode representar um perigo para a saúde, já que são considerados criadouros do mosquito.

A recomendação para as pessoas que irão homenagear os mortos enfeitando com flores seus túmulos é para que joguem fora, nas lixeiras espalhadas pelos cemitérios, as embalagens plásticas que envolvem os vasos. A água parada em pequenos locais pode servir de abrigo para os ovos e larvas do mosquito.

As pessoas também devem ficar atentar com relação aos pratinhos utilizados nos vasos de plantas. Eles devem estar furados ou preenchidos com areia para não permitir a proliferação do mosquito da dengue.

Mais de 1 tonelada e meia de criadouros é retirada em mutirão

leave a comment »

O mutirão realizado no último sábado (13) pelo Centro de Controle de Zoonoses no bairro Bonsucesso recoheu 1 tonelada e mais 730 quilos de criadouros do mosquito Aedes aegypti . Com  isso, somente neste ano de 2019 foram retirados de casas, terrenos, calçadas e praças da cidade mais de 15 toneladas de inservíveis. Além do caminhão Cata Bagulho da Secretaria de Meio Ambiente, que deu apoio à ação, a Zoonoses utilizou também caminhonetes para conseguir recolher tanto material. O alerta continua para todos. Material que pode ser reciclado deve ser levado aos ecopontos da cidade ou podem ainda ser levados pelo caminhão Cata Bagulho que possui um cronograma de trabalho abrangendo toda a cidade. O município continua em situação de alerta para a dengue. Os números mais recentes divulgados pela Vigilância Epidemiológica apontam para 72 casos de dengue em Rio Claro.

Agentes recebem orientações sobre segurança do trabalho

leave a comment »

Agentes de combate a endemias fizeram na terça-feira, 12, um treinamento com a equipe do Sesmt- Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho. No encontro, o técnico de segurança do Sesmt, Sérgio Arena, o engenheiro de segurança do Trabalho, Pedro Teruel e a Chefe de Núcleo Miriam Chimello expuseram objetivamente a importância da utilização dos EPI´s para prevenção de acidentes de trabalho e de doenças ocupacionais. A equipe manteve o foco em assuntos como riscos ambientais, físicos, químicos entre outros.

Os agentes também puderam fazer sugestões com relação ao material que utilizam diariamente. Alguns deles como botas e luvas estão entre os equipamentos que os protegem nas tarefas diárias e apesar de nem sempre serem confortáveis, são de uso obrigatório.

Ficou claro também no encontro que os agentes podem procurar o Sesmt caso tenham alguma sugestão que contribua no aperfeiçoamento do material que já é utilizado. “Estamos abertos para atendê-los caso encontrem alguma dificuldade com relação à utilização dos EPI´s”, disse a Chefe de Núcleo.

Written by I.E.C - CCZ

19/03/2019 at 9:46 am

Termina hoje treinamento com agentes comunitários de saúde

leave a comment »

Agentes Comunitários de Saúde cumprem nesta sexta-feira, dia 22, a última das quatro etapas do treinamento “Discutindo as Novidades no Combate das Arboviroses” no Núcleo Administrativo Municipal (NAM) ministrado pela Chefe de Núcleo de Endemias, Maria Júlia Guarnieri Baptista. Os participantes do treinamento receberão certificado.

Arboviroses são as doenças causadas pelos chamados arbovírus, que incluem o vírus da dengue, zika vírus, febre chikungunya e febre amarela, transmitidas a partir do mosquito Aedes aegypti. O trabalho dos agentes comunitários junto as famílias, permite a criação de vínculos, facilitando a difusão de informações importantes no controle do Aedes e consequentemente na transmissão de doenças.

Como estamos em época de tempo quente e chuvoso, apropriado para a reprodução do mosquito é preciso muita atenção dentro de casa, buscando por locais que possam servir como criadouro, como plantas aquáticas, vasilhames, pneus e reservatórios de água.

A Secretaria de Saúde reforça o apelo para que a população não descarte lixo em terrenos baldios e locais inapropriados e nem mantenha em casa entulho ou qualquer material que possa acumular água parada, onde se desenvolvem as larvas do mosquito. Mais informações sobre o trabalho dos agentes do Centro de Controle de Zoonoses podem ser obtidas pelo telefone 3523-8663, inclusive aos sábados das 8 às 13 horas.

Agentes assistem palestra sobre relações interpessoais

leave a comment »

Convidados pela Fundação Municipal de Saúde através do NESTD- Núcleo de Educação em Saúde, Treinamento e Desenvolvimento, agentes de endemias e vetores assistiram na sexta-feira (23), palestra com a especialista em educação corporativa Samia Cruañes de Souza Dias. O tema foi “A importância da relação interpessoal dentro do ambiente de trabalho”. O secretário de Saúde, dr. Djair Claudio Francisco prestigiou o evento, assim como a diretora de Vigilância em Saúde, Paula Kannebley e o gerente do Centro de Controle de Zoonoses, Diego Reis.

Durante a palestra Samia abordou os diversos aspectos que envolvem o dia a dia de uma equipe e algumas dificuldades enfrentadas para que o resultado final de um trabalho seja satisfatório, ainda que existam problemas de relacionamento entre alguns de seus integrantes. Alguns vídeos, retratando problemas cotidianos vivenciados no trabalho e que muitas vezes não são solucionados por falta de atitudes proativas da equipe ou por seus integrantes não acreditarem no seu potencial, foram exibidos como forma de motivação. A palestra durou cerca de 1 hora e 30 minutos e logo em seguida foi servido um coffee break aos participantes.

                                                    Samia

Written by I.E.C - CCZ

26/11/2018 at 8:23 am

Dia D levou conscientização e diversão no Jardim Público

leave a comment »

Conscientizar para prevenir. Com esse objetivo, a secretaria municipal de Saúde de Rio Claro, por meio do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), realizou o Dia D de Combate ao mosquito Aedes aegypti. A ação foi realizada no Jardim Público, no sábado (10) das 10 às 14 horas. Os organizadores programaram várias atividades, inclusive para as crianças, em parceria com o Grupo dos Bandeirantes de Rio Claro. Teve distribuição de pipoca e algodão doce gratuitos, além da distribuição de material informativo pelos agentes do CCZ.

Equipes deram orientações de como a população pode e deve fazer a sua parte no combate à proliferação do mosquito transmissor da dengue, chikungunya e zika vírus. “O combate ao mosquito é prioridade na nossa gestão. A definição do Dia D e também os mutirões que realizamos todos os sábados nos bairros de Rio Claro com visitas dos agentes casa a casa numa grande mobilização, demonstra o nosso empenho e preocupação no combate ao Aedes para que possamos evitar todas as doenças causadas por ele”, afirmou o secretário de Saúde Djair Francisco.