DENGUE: SE VOCÊ AGIR, PODEMOS EVITAR

Posts Tagged ‘animal

Ataques de cães e gatos são observados com atenção pela Zoonoses

leave a comment »

 

Além do programa de castração e da vacinação antirrábica oferecida pelo Centro de Controle de Zoonoses outro serviço pouco conhecido, mas de grande importância é a observação de cães e gatos que por um motivo qualquer atacam ou o próprio dono ou pessoas desconhecidas. Dependendo do caso, as observações são realizadas durante vários dias na própria residência onde o animal vive. Os agentes fazem as visitas para saber se existe algum problema de saúde que possa ter ocasionado o ataque. A raiva animal é o foco da Zoonoses. Passado o período de observação e não havendo nenhuma anormalidade que possa caracterizar essa doença o período de observação é encerrado.

Os casos chegam até o CCZ através de notificações feitas pelas unidades de saúde que atendem as pessoas com ferimentos provocados por animais. A Vigilância Epidemiológica recebe essa notificação e encaminha a Zoonoses para acompanhamento do animal. Enquanto a observação do cão ou gato é feita, a Vigilância Epidemiológica acompanha a saúde das pessoas atacadas. Se durante o período de observação animal nada de mais grave é constatado, a pessoa atacada não precisa tomar a vacina contra a raiva. Do contrário, ela precisa ser vacinada.

Uma das dificuldades enfrentadas pela Zoonoses nesse trabalho de observação animal é muitas vezes a falta de interesse do proprietário em colaborar, fornecendo dados que são importantes para avaliação do quadro.  Muitos acham que o episódio do ataque não foi  importante, que o animal está bem e que não é preciso observá-lo. O que a maioria desconhece é que a pessoa atacada pode ter contraído o vírus e ao ignorar a importância da observação, pode colocar a vida em risco. Quando o animal vive na rua e não tem dono, um verdadeiro trabalho de investigação precisa ser feito para localizá-lo. Caso o animal não seja encontrado há a necessidade de a pessoa que sofreu a agressão receber dose da vacina contra a raiva humana junto à Vigilância Epidemiológica. Se o animal for localizado ele é recolhido e permanece em observação por 10 dias.

Prevista para ter início em agosto, a campanha de vacinação antirrábica na área urbana é uma oportunidade para que proprietários de cães e gatos possam imunizar seus animais protegendo-os contra a raiva. O calendário está sendo preparado e em breve será divulgado nas redes sociais do Centro de Controle de Zoonoses e na imprensa.

Anúncios

GRUPO DE VETERINÁRIO PELA ÉTICA E CCZ ORIENTAM CRIANÇAS

leave a comment »

Os problemas gerados por descarte incorreto de lixo em ruas, terrenos e quintais, são frequentes em todos os bairros da cidade.

O Centro de Controle de Zoonoses a convite do Grupo de Veterinários pela Ética , ministrou a palestra Lixo = Bicho para as crianças do Educandário Maria Goretti  , onde foram  abordados os diversos animais e doenças resultados destes descartes e formas de prevenção.

Solange Mascherpe e Daiana Carolina Joaquim, funcionárias do setor de Informação e Educação do CCZ realizaram as palestras nos períodos da manhã e tarde e após as apresentações as crianças e funcionários tiveram a oportunidade de conhecer sobre Equoterapia com o médico veterinário Ricardo Camargo e realizaram  pinturas sobre o tema.

Exemplares de animais peçonhentos expostos após as palestras,  foi a grande atração para a criançada.

Veterinárias reforçam necessidade de cuidados pós-castração

leave a comment »

20180502_082549Seguir as orientações pós-cirúrgicas em animais castrados é tão importante quanto o procedimento de esterilização realizado. O alerta é da médica veterinária Amanda Borotti, que trabalha no Centro de Controle de Zoonoses. De acordo com ela, no CCZ todo proprietário de animal recebe orientações por escrito para evitar problemas após a cirurgia e assina um termo de ciência se comprometendo a seguir as recomendações. No entanto muitos ignoram o documento e quem sofre com isso é o animal. “Sem tomar os cuidados necessários a sutura (pontos) pode se abrir e provocar perda de sangue ou até uma infecção que pode levar a óbito”, relata a também veterinária Maria Emília Canoa de Godoy.

A castração é um procedimento cirúrgico invasivo e que exige os mesmos cuidados de outra cirurgia qualquer. O animal precisa, além de necessariamente utilizar a roupa cirúrgica, permanecer em um local que não permita a ele se movimentar demais (correr, pular). Durante os 30 dias seguidos à cirurgia o cão ou gato devem ficar em observação para que a cicatrização do procedimento aconteça sem intercorrências.

Já houve casos em que, depois de dias da cirurgia de castração o proprietário procurou a Zoonoses trazendo o animal com o abdômen aberto querendo refazer a sutura. “Esta situação e outras parecidas ocorrem pela falta de observação do tutor das recomendações pós- cirúrgicas, saindo assim do nosso alcance esse tipo de suporte”, explicou a veterinária Amanda Borotti.

As castrações na Zoonoses atendem toda a população, mas em especial as pessoas de baixa renda. As cirurgias são feitas de segunda a sexta-feira. Para agendar horário é necessário ter um cadastro que pode ser feito por telefone mesmo, através dos números 3533-7155 ou 3535-4441, das 7h00 às 15h30.

SESI RIO CLARO RECEBE ORIENTAÇÕES DO CCZ

leave a comment »

Densidade larvária e epidemia de Dengue em cidades próximas, aumentam preocupações e orientações.

Com grande número de criadouros e larvas nas residências, o município encontra-se em estado de Alerta para o perigo de nova epidemia.

O Centro de Controle de Zoonoses tem realizado além de seus trabalhos diários, mutirões nos finais de semana para auxiliar moradores na retirada de criadouros de mosquitos em  suas casas, ruas e terrenos.

Os trabalhos informativos como  palestras,  tem sido ampliados nos  locais com grande circulação de pessoas como: escolas, hospitais, cemitérios, empresas. Nestes locais, as equipes de limpeza são  grandes parceiras no  auxílio para eliminação de locais com água parada.

Atendendo solicitação do setor de informação e educação do CCZ, o SESI Rio Claro convocou funcionários das equipes de Manutenção, Cozinha, Esporte / Lazer, Cultura e Pedagógico para  palestra sobre o  Aedes aegypti que foi realizada pela chefe de núcleo de zoonoses, Solange Mascherpe, sobre o vetor, criadouros, doenças, sintomas e prevenção.

Novas palestras serão agendadas para alunos da instituição.

Esta parceria é fundamental para o controle do mosquito e assim, evitar-se novas epidemias.

 

PIRASSUNUNGA EM VISITA AO CCZ RIO CLARO

leave a comment »

Representantes do município de Pirassununga,  professor da USP  Adroaldo Zanella acompanhado do vereador Vitor Naressi, estiveram na sede do CCZ Rio Claro para colher  informações sobre a criação de um centro de controle de zoonoses em seu município.

O sr.  Diego Reis e  a Dra. Maria Emilia de Godoy recepcionaram os visitantes esclarecendo  suas dúvidas sobre nossos trabalhos preventivos , programa de castração e disponibilizando material informativo.

Um Centro de Controle de Zoonoses trabalha com doenças transmitidas por animais para humanos: raiva, dengue, leptospirose, leishmaniose, entre outras,  e é fundamental na saúde pública.

ZOONOSES MINISTRA PALESTRA PARA BATALHÃO DA POLÍCIA MILITAR

leave a comment »

O 37º Batalhão da Polícia Militar do Interior recebeu  Solange Mascherpe, representante do setor de educação e informação do Centro de Controle de Zoonoses que ministrou a palestra : Lixo = Bicho – Animais e doenças relacionadas pelo descarte incorreto de lixo.

Os profissionais militares  trabalham pelas ruas e além dos perigos cotidianos da profissão, muitas vezes são obrigados a entrar em áreas com  risco de encontrar animais peçonhentos, ratos, carrapatos, mosquitos transmissores de doenças, entre outras adversidades.

A palestra esclarece sobre  animais relacionados ao descarte incorreto de resíduos  e as diversas doenças, sintomas e ações preventivas que estes profissionais poderão utilizar em seu cotidiano e também levar as informações recebidas para suas famílias.

Nossos agradecimentos ao comando da corporação e ao efetivo da Unidade pela receptividade e oportunidade do compartilhamento destes conhecimentos.

 

CCZ ORIENTA GUARDA MIRIM SOBRE LIXO E BICHOS

leave a comment »

O Centro de Controle de Zoonoses através do setor de educação e informação, esteve na sede da Guarda Mirim no último sábado, 26, ministrando a palestra: Lixo = Bicho – Animais e doenças relacionadas ao descarte incorreto de lixo.

Cerca de 300 jovens conheceram os problemas com mosquitos, ratos, animais peçonhentos, doenças relacionadas como:  Dengue, Chikungunya, Leptospirose, entre outras e o agravamento com o descarte incorreto de resíduos em ruas, terrenos e quintais.

O conhecimento e conscientização da população é fundamental para a diminuição destes problemas para a saúde pública.

Estes jovens  trabalham em orgãos públicos , empresas e poderão repassar as informações recebidas ao público que atendem e familiares.

Nossos agradecimentos à direção e ao público presente e novas palestras já estão sendo agendadas.