DENGUE: SE VOCÊ AGIR, PODEMOS EVITAR

Posts Tagged ‘caramujos

SOLDADOS DO TIRO DE GUERRA RECEBEM INFORMAÇÕES DO CENTRO DE CONTROLE DE ZOONOSES

leave a comment »

Divididos em várias turmas para evitar aglomerações, soldados do Tiro de Guerra de Rio Claro, receberam o setor de educação e comunicação do Centro de Controle de Zoonoses, representado pela palestrante Solange Mascherpe, para conhecerem sobre os problemas gerados pelo descarte incorreto de lixo através da palestra: “Lixo = Bicho – Animais e doenças relacionados pelo descarte incorreto de lixo”.

Na oportunidade, puderam ter conhecimento sobre criadouros de mosquitos, sintomas e prevenção de Dengue, Zika, Chikungunya, roedores, animais peçonhentos, caramujos, pombos, entre outros tópicos. Após a apresentação, os soldados puderam conferir a vidraria com animais peçonhentos encontrados na cidade.

Na busca de parcerias para a conscientização na utilização dos serviços municipais  referentes ao descarte de materiais e prevenção de doenças relacionadas,  os soldados, oficiais e familiares são muito importantes para estes  trabalhos preventivos.

CCZ NA GUARDA MIRIM

leave a comment »

Na manhã do último sábado, 22, a equipe de Informação do Centro de Controle de Zoonoses de Rio Claro, esteve na sede  da Guarda Mirim, onde funcionários e cerca de 340 jovens assistiram a palestra “Lixo = Bicho” e foram orientados sobre mosquitos, dengue, sinantrópicos e diversas zoonoses agravadas pelo descarte incorreto de lixo.

Segundo o último boletim epidemiológico da Secretaria de Vigilância em Saúde, do Ministério da Saúde , nos dois primeiros meses do ano,  já são 94.149 casos prováveis de dengue  e a confirmação de 14 mortes (AC, MG, SP, PR, DF, MS) com prevalência em idosos e mais de 60 óbitos estão sob investigação. Entre os estados com maior número de casos, estão São Paulo, Paraná, Acre e Mato Grosso do Sul.

Em relação à Chikungunya, foram notificados 3.439 casos prováveis, com maior incidência no Sudeste e Nordeste do país e destaque para os estados do  Espírito Santo e Rio de Janeiro.

Além da participação efetiva de governos municipais, estaduais e federais  que envolve vigilâncias em saúde, gestão de resíduos sólidos a saneamento, a participação efetiva da população é fundamental na  eliminação diária de criadouros de mosquitos, já que são  80% destes “berços” estão dentro de imóveis habitados.

Parcerias como a  da Guarda Mirim são muito importantes para o conhecimento dos jovens e a multiplicação das informações nos locais de trabalho e com suas famílias.

Nossos agradecimentos à diretoria, funcionários e aos jovens guardas que prestigiaram as palestras em pleno Carnaval.

 

CCZ PARTICIPA DE SIPAT NA OSTEOMED

leave a comment »

A empresa Osteomed Implantes está realizando a Sipat – Semana Interna de Prevenção de Acidentes no Trabalho.

Com uma parceria que já vem de anos anteriores,  o Centro de Controle de Zoonoses participou  com a equipe de Educação e o tema da palestra foi: “Lixo = Bicho”, onde os funcionários puderam constatar os problemas com animais e doenças resultados de lixo descartado incorretamente em quintais, ruas e terrenos.

A prevenção de acidentes com animais peçonhentos  ou doenças é muito importante para o bem estar dos trabalhadores e a rotina das empresas e a informação é o instrumento mais importante para a prevenção.

 

 

CCZ NA SIPAT DA RUMO

leave a comment »

A Rumo é a maior operadora de ferrovias do Brasil e oferece serviços logísticos de transporte ferroviário, elevação portuária e armazenagem. A Companhia opera 12 terminais de transbordo, seis terminais portuários e administra cerca de 14 mil quilômetros de ferrovias nos estados de Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Minas Gerais, Goiás e Tocantins. A base de ativos é formada por mais de mil locomotivas e 28 mil vagões.

Rio Claro abriga  a maior oficina de vagões da Rumo. Seus funcionários tem contato direto com descartes incorretos de lixo em toda extensão da ferrovia e com animais e resíduos dos vagões que chegam para manutenção.

A CIPA – Comissão Interna de Prevenção de Acidentes convidou o  Centro de Controle de Zoonoses que,  através do setor de Educação e Informação,  esteve presente na Sipat da empresa  com a palestra “Lixo = Bicho – Animais e doenças relacionadas ao descarte incorreto de lixo”, onde são abordados os vetores de arboviroses como Dengue, Zika e Chikungunya, ratos, animais peçonhentos e as medidas corretas para evitar-se as zoonoses relacionadas ao descarte irregular de resíduos , além de informações sobre Febre Maculosa.

Após a palestra, os funcionários puderam observar animais peçonhentos expostos em vidros e receberam brindes oferecidos pela empresa.

 

CCZ é chamado para captura de peçonhentos

leave a comment »

Peçonhentos Sind Rural (16)

Animais peçonhentos próximos a residências, escolas e indústrias são sempre uma preocupação para o Centro de Controle de Zoonoses. Todo mês o CCZ fecha relatório com números de capturas de cobras, escorpiões e aranhas e também de orientações passadas aos munícipes para evitar acidentes.

Em maio uma cobra coral falsa foi capturada em uma empresa e solta em região de mata. No Jardim Santa Elisa houve solicitação por conta do surgimento de aranhas, assim como no Parque Universitário e Cidade Nova. Nos bairros São Miguel e Vila Alemã a Zoonoses deu orientação para controlar a população de caramujos. Já no bairro Santana os pombos são um problema para os moradores. Em todos esses casos o CCZ faz a visita ao solicitante e procura a melhor forma de resolver o problema.

No caso dos pombos, responsáveis pela transmissão de várias doenças, um dos grandes desafios é convencer as pessoas a não alimentarem essas aves. Essa atitude só favorece a superpopulação e dificulta o controle da espécie. Os pombos podem transmitir doenças graves como a Criptococose, Histoplasmose, Salmonelose, Ornitose, Toxoplasmose, Dermatites, Alergias, Psitacose e Tuberculose.

O serviço de atendimento para relato do surgimento de animais peçonhentos é realizado através do telefone da ouvidoria 3526-7105. A solicitação é enviada a Zoonoses, responsável pela captura ou orientação. Para solicitar palestras em escolas e empresas sobre o tema, ligue 3535-4441 ou 3533-7155.