DENGUE: SE VOCÊ AGIR, PODEMOS EVITAR

Posts Tagged ‘cartazes

Prevenção à dengue também na Exposição de Orquídeas

leave a comment »

A prevenção ainda é a única forma de evitar doenças como dengue, chikungunya, zika e febre amarela, vírus transmitido pelo Aedes aegypti. O Centro de Controle de Zoonoses aproveitou o final de semana para colocar mensagens visuais que remetam à prevenção na 75ª Exposição de Orquídeas realizada no Colégio Claretiano. Banners, cartazes e folhetos transmitiram a mensagem aproveitando a grande circulação de pessoas.

Anúncios

Tigre mobiliza sua equipe para combater dengue e outras doenças

leave a comment »

tigre2A empresa Tigre está mobilizando seus colaboradores para juntos trabalharem no combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da Dengue, Zika e Chikungunya. O trabalho preventivo contou com a orientação da equipe do Centro de Controle de Zoonoses que realizou palestras para cerca de 1.400 funcionários de vários setores. Além de alertar os funcionários sobre o perigo que o mosquito representa e a necessidade de eliminação de criadouros, as palestras abordaram também a questão do lixo e de como o seu armazenamento incorreto pode trazer consequências para a saúde, com o surgimento de animais como ratos e escorpiões.

O boneco Cabeção, que representa os agentes de saúde e um agente fantasiado do mosquito ajudaram na transmissão das informações na linha de produção da empresa. Cartazes foram fixados nos quadros de aviso, panfletos distribuídos e atividades pedagógicas fizeram parte do sorteio de prêmios. Nas cestas básicas dos funcionários foram colocadas receitas de larvicidas. Para complementar a atividade, a Zoonoses expôs seu acervo de animais peçonhentos.

Além das palestras, o Boneco Cabeção e Mosquitos percorreram a linha de produção orientando os colaboradores, foram fixados cartazes nos quadros de avisos, atividades pedagógicas relativas à Dengue foram distribuídas com sorteio de prêmios , colocados folhetos informativos e  receita de larvicida natural nas cestas básicas e exposição de vidrarias com animais peçonhentos.

A empresa já colocou em prática as medidas preventivas como fechamento de ralos, vistoria em materiais nos pátios e a troca das bromélias que dos jardins por outras plantas que não acumulem água.

06 05 19 (21)

06 05 19 (4)

07 05 19 (8)

CCZ redobra os cuidados com a dengue no Dia das Mães

leave a comment »

13 05 18

IMG-20180508-WA0015

 

 

 

 

 

 

 

Uma ação conjunta entre o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), da Fundação Municipal de Saúde e a administração dos cemitérios da cidade visando o combate ao Aedes aegypti será realizada neste domingo, dia 12 de maio, quando se comemora o Dia das Mães. Doze agentes da Zoonoses estarão das 8h00 às 17h00 fazendo um trabalho de orientação junto aos visitantes e recolha de material que acumule água. O objetivo é evitar que, em decorrência do grande movimento de pessoas nos jazigos, aumente o número de focos do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue.

Espera-se neste domingo um movimento de cerca de 40 mil pessoas no Cemitério São João Batista, 5 mil no Cemitério das Palmeiras e outras 1,5 mil no Cemitério Evangélico.

Faixas, cartazes, folhetos e alertas serão fixados nos cemitérios em locais visíveis incluindo as lixeiras indicando que o acúmulo de água em vasos de plantas e embalagens plásticas pode representar um perigo para a saúde, já que são considerados criadouros do mosquito.

A recomendação para as pessoas que irão homenagear os mortos enfeitando com flores seus túmulos é para que joguem fora, nas lixeiras espalhadas pelos cemitérios, as embalagens plásticas que envolvem os vasos. A água parada em pequenos locais pode servir de abrigo para os ovos e larvas do mosquito.

As pessoas também devem ficar atentar com relação aos pratinhos utilizados nos vasos de plantas. Eles devem estar furados ou preenchidos com areia para não permitir a proliferação do mosquito da dengue.

Cuidado redobrado com a dengue no Dia dos Pais

leave a comment »

Uma ação conjunta entre o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), da Fundação Municipal de Saúde e a administração dos cemitérios da cidade foi realizada esta semana com o objetivo de evitar que, em decorrência do grande movimento de pessoas nos jazigos neste domingo, Dia dos Pais, aumente o número de focos do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue. O IEC- departamento de Informação, Educação e Comunicação do CCZ distribuiu faixas, cartazes, folhetos e alertas para serem fixados nos cemitérios em locais visíveis incluindo as lixeiras indicando que o acúmulo de água em vasos de plantas e embalagens pode representar um perigo para a saúde, já que são considerados criadouros do mosquito.

A recomendação para as pessoas que irão homenagear os mortos enfeitando com flores seus túmulos é para que joguem fora, nas lixeiras espalhadas pelos cemitérios, as embalagens plásticas que envolvem os vasos. A água parada em pequenos locais pode servir de abrigo para os ovos e larvas do mosquito. O IEC, departamento de Informação, Educação e Comunicação do CCZ também alertou as floriculturas para que orientem os clientes informando sobre a importância de retirar o plástico dos vasos.

As pessoas também devem ficar atentar com relação aos pratinhos utilizados nos vasos de plantas. Eles devem estar preenchidos com areia para não permitir a proliferação do mosquito da dengue.

 

DSC00753

Cemitério 07 13 (11)

 

Cemitério 07 13 (17)

 

Ações de combate à Dengue são ampliadas em Rio Claro

leave a comment »

Número de doentes aumenta e casos se espalham pela cidade

Já chegou a 73 o número de casos de doentes diagnosticados com a dengue em Rio Claro este ano. O número parece pequeno diante de outras cidades do interior de São Paulo, mas a velocidade da reprodução do mosquito Aedes aegypti, transmissor da doença, preocupa as autoridades já que com a circulação do inseto e a chegada da chuva, o número de casos pode aumentar consideravelmente nas próximas semanas. Por isso várias ações têm sido realizadas pela Fundação Municipal de Saúde através do departamento de Informação, Educação e Comunicação (IEC), do Centro de Controle de Zoonoses.

Além de intensificar as palestras em escolas, associações de bairros e projetos sociais, o IEC tem realizado panfletagem em bares e restaurantes  nos bairros onde há maior número de doentes. Esta semana o carro de som está circulando pela cidade alertando os moradores sobre o perigo dos criadouros que estão dentro das residências e os sintomas da doença. Também foram colocados cartazes e faixas chamando a atenção para o problema no terminal rodoviário por onde circula um grande número de pessoas todos os dias e ainda no campus da Unesp da Bela Vista. Os agentes que trabalham diariamente na busca ativa de ovos e larvas do mosquito também intensificaram as ações, assim como as equipes de nebulização.

Os casos da doença registrados em Rio Claro estão distribuídos por vários bairros. Latas, pneus, garrafas espalhados pelo quintal ou ainda vasos de plantas podem estar favorecendo a colocação dos ovos do mosquito, que se transformam em larvas. Depois de cinco dias já há infestação do Aedes aegypti dentro das residências. O vírus provoca fortes dores pelo corpo e pode matar. As pessoas contaminadas podem ter dor de cabeça , dor na região dos olhos, febre alta, dores de barriga, vômito, falta de apetite e pequenas manchas vermelhas pelo corpo. Apenas um desses sintomas já pode ser um indício da doença. Por isso a recomendação é procurar sempre atendimento médico,  ainda que tenha apenas uma forte dor de cabeça e iniciar imediatamente a hidratação do corpo, com soro e líquidos (água, sucos, chás).

Dengue 23.04 (2)

Dengue 23 04 14 (1)

Dengue 23 04 14 (9)

DSC03245

DSC03246

DSC03250

Adolescentes da Fundação Casa assistem palestra da Zoonoses

leave a comment »

Perto de 60 adolescentes da Fundação Casa, unidade de Rio Claro, receberam esta semana a equipe do departamento de Informação, Educação e Comunicação (IEC) do Centro de Controle de Zoonoses. O objetivo foi levar orientação sobre o perigo que oferecem os animais peçonhentos e como proceder no caso de um acidente com cobras, escorpiões, aranhas e outras espécies que estão cada vez mais próximas da zona urbana das cidades.

Através de slides e de exemplares mantidos pela Zoonoses em estado de conservação, os adolescentes conheceram o hábito de cada um desses animais, onde vivem, do que se alimentam e como eles podem ser perigosos em caso de ataque. Além da palestra também foram oferecidos à Fundação Casa folhetos e cartazes sobre o tema.Elaine e Sol 04 14

Bióloga fala sobre Semana de Mobilização contra a Dengue Na JP

leave a comment »

Milene 23 03 14 (5)

 

A bióloga Milene Weissman, do Centro de Controle de Zoonoses da Fundação Municipal de Saúde, esteve esta manhã na rádio Jovem Pan divulgando os trabalhos que serão realizados durante a Semana Estadual de Mobilização contra a Dengue, que começou nesta segunda-feira (24) e segue até a sexta-feira (28). Neste período, o IEC, departamento de Informação, Educação e Comunicação do Centro de Controle de Zoonoses estará intensificando a divulgação sobre a doença que este ano já foi diagnosticada em 22 moradores de Rio Claro.

Milene ressaltou os cuidados que devemos ter em casa para que o mosquito Aedes aegypti não se prolifere, eliminando os criadouros. Também revelou que este ano a dengue já foi diagnosticada em 22 pacientes em diferentes bairros da cidade. Por isso a colaboração da população é muito importante no processo de contenção da doença.

Entre as ações programadas na Semana de Mobilização estão a entrega de kits com material informativo sobre a dengue nas unidades de saúde, distribuição de cartazes em bares e restaurantes de grande movimento, divulgação na imprensa e redes sociais sobre o perigo da doença e a realização de palestras para alunos do completo educacional Hélio Jorge dos Santos, no Jardim Novo.