DENGUE: SE VOCÊ AGIR, PODEMOS EVITAR

Posts Tagged ‘cirurgia

Veterinárias reforçam necessidade de cuidados pós-castração

leave a comment »

20180502_082549Seguir as orientações pós-cirúrgicas em animais castrados é tão importante quanto o procedimento de esterilização realizado. O alerta é da médica veterinária Amanda Borotti, que trabalha no Centro de Controle de Zoonoses. De acordo com ela, no CCZ todo proprietário de animal recebe orientações por escrito para evitar problemas após a cirurgia e assina um termo de ciência se comprometendo a seguir as recomendações. No entanto muitos ignoram o documento e quem sofre com isso é o animal. “Sem tomar os cuidados necessários a sutura (pontos) pode se abrir e provocar perda de sangue ou até uma infecção que pode levar a óbito”, relata a também veterinária Maria Emília Canoa de Godoy.

A castração é um procedimento cirúrgico invasivo e que exige os mesmos cuidados de outra cirurgia qualquer. O animal precisa, além de necessariamente utilizar a roupa cirúrgica, permanecer em um local que não permita a ele se movimentar demais (correr, pular). Durante os 30 dias seguidos à cirurgia o cão ou gato devem ficar em observação para que a cicatrização do procedimento aconteça sem intercorrências.

Já houve casos em que, depois de dias da cirurgia de castração o proprietário procurou a Zoonoses trazendo o animal com o abdômen aberto querendo refazer a sutura. “Esta situação e outras parecidas ocorrem pela falta de observação do tutor das recomendações pós- cirúrgicas, saindo assim do nosso alcance esse tipo de suporte”, explicou a veterinária Amanda Borotti.

As castrações na Zoonoses atendem toda a população, mas em especial as pessoas de baixa renda. As cirurgias são feitas de segunda a sexta-feira. Para agendar horário é necessário ter um cadastro que pode ser feito por telefone mesmo, através dos números 3533-7155 ou 3535-4441, das 7h00 às 15h30.

Anúncios

Apesar das ausências, cresce o número de castrações na Zoonoses

leave a comment »

As alterações feitas pelo Centro de Controle de Zoonoses no sistema de agendamento permitiram um crescimento no número de castrações em cães e gatos nos últimos 4 meses, apesar das ausências dos proprietário nos dias e horas marcados. De acordo com dados do CCZ, no mês de julho, 434 animais passaram pelo procedimento, superando os números de abril quando foram feitas 412 castrações. Em março, quando as mudanças ainda estavam sendo planejadas, o número de cães e gatos esterilizados foi de 261. As principais mudanças que tornaram possível as castrações realizadas foram a opção por encaixes, quando acontece de o proprietário não comparecer com o animal no dia agendado e a Zoonoses colocar outro em seu lugar e o remanejamento de médicos veterinários em suas funções.

A responsável pelo agendamento, Nildes Ferreira explica que antes a Zoonoses perdia muitos procedimentos por conta da desistência da cirurgia ou mesmo ausência do proprietário sem aviso. Só em julho, 76 proprietários de animais não compareceram no agendamento. Agora com a opção do encaixe, outros animais que também precisam passar pelo procedimento ocupam essas “vagas” e assim completam o quadro estimado para aquele dia. A funcionária ressalta ainda que se todos os animais agendados em julho tivessem sido castrados o número seria maior, de 508. No entanto, devido às faltas, o encaixe foi a maneira encontrada para não comprometer a meta do CCZ. Outro fator positivo foi o reforço na equipe de veterinários, conseguido através do remanejamento de funções. As castrações hoje são realizadas nos dois períodos, manhã e tarde. Quem sai ganhando com isso é o munícipe que tem cães ou gatos em casa, mas sem condições de pagar por uma cirurgia. O atendimento feito pela Zoonoses prioriza as pessoas de baixa renda, permitindo que tenham acesso ao serviço. Com isso é possível esterilizar muito mais animais, evitando que eles se reproduzam e que filhotes acabem sendo abandonados pela cidade.

Para ter acesso ao serviço de castração da Zoonoses o munícipe pode ligar para 3535-4441 ou 3533-7155 e pedir informações sobre cadastros, agendamentos e encaixes. O atendimento é feito de segunda a sexta-feira das 7h00 às 16h00.

QUAIS CUIDADOS DEVEMOS TER APÓS A CIRURGIA DE CASTRAÇÃO EM NOSSO ANIMALZINHO?

with one comment

Quando realizamos uma cirurgia, necessitamos de alguns cuidados pós-cirúrgicos, nossos bichinhos também…

A Fundação Municipal de Saúde, através do Centro de Controle de Zoonoses já realizou mais de 1.000 castrações e na chegada do animal, o proprietário assina um termo de responsabilidade juntamente com as orientações pós-cirúrgicas, que são as seguintes:

. Os animais recebem medicação injetável após a cirurgia de castração, portanto não dê qualquer outra medicação, exceto se prescrito pelo médico veterinário responsável pela cirurgia.

. Se você perceber que o animal está tentando retirar os pontos, providencie imediatamente um colar elisabetano (semelhante a um abajur) e mantenha no animal até a completa cicatrização.

. Sonolência, apatia, andar curvado e vômitos são normais nos dois dias após a cirurgia. Forneça água e alimento em pequenas quantidades e vá aumentando de forma gradual. Devido  a anestesia os animais podem não ter o apetite normal nos primeiros dias.

. Mantenha o animal aquecido ao levá-lo para casa, até que retorne ao normal. Cuidado com escadas, soleiras, varandas ou piscina. Evite que ele fique pulando, pois pode sofrer quedas, romper os pontos e até vir a óbito. Se possível deixe seu animal dormir dentro de casa na primeira semana.

Estas orientações devem ser seguidas para evitar complicações pós-cirúrgicas e preservar  o bem-estar animal.

Quem ama, cuida!

IEC – CCZ

Written by I.E.C - CCZ

06/10/2011 at 8:51 am