DENGUE: SE VOCÊ AGIR, PODEMOS EVITAR

Posts Tagged ‘dcrc

CCZ PARTICIPA DE CURSO DE ATUALIZAÇÃO DA DEFESA CIVIL

leave a comment »

Durante o mês de Maio, a Defesa Civil de Rio Claro promoveu em suas dependências o “V Curso de Atualização Técnica de Defesa Civil”.

O objetivo do evento anual é manter os colaboradores atualizados nos diversos segmentos em que atuam.

O Centro de Controle de Zoonoses participou com a palestrante Solange Mascherpe abordando os temas “Animais Peçonhentos” e “O Aedes Aegypti e as arboviroses transmitidas”. Após as apresentações os funcionários puderam conferir vidraria com os animais peçonhentos em exposição e o ciclo do mosquito transmissor da Dengue, Zika, Chikungunya e Febre Amarela.

Todas as ações foram realizadas respeitando-se as orientações preventivas contra o Covid-19 como a utilização de máscaras, higienização das mãos e distanciamento entre os participantes.

Prefeitura de Rio Claro usa drones no combate à dengue

leave a comment »

Equipamentos ajudam a vistoriar terrenos fechados em que agentes de saúde têm dificuldade para entrar

Na luta contra a dengue, a prefeitura de Rio Claro está reforçando as ações contra o mosquito transmissor também com o auxílio da tecnologia. Aeronaves remotamente pilotadas, mais conhecidas como “drones”, estão sendo utilizadas para ajudar quando há dificuldades para os agentes de saúde entrarem em terrenos fechados. A vistoria de imóveis é ação preventiva essencial realizada pela Secretaria Municipal de Saúde no combate ao Aedes aegypti e, com a parceria da Secretaria Municipal de Segurança na utilização de drones, esse trabalho ganha em agilidade e rapidez.

“Além das vistorias de rotina, o Centro de Controle de Zoonoses recebe diversas solicitações por meio da Ouvidoria Municipal a respeito de prédios e terrenos fechados”, explica o gerente do CCZ, Diego Reis. “Em casos de proprietários desconhecidos ou que moram em outros municípios a utilização dos drones tem sido de grande ajuda”, acrescenta.

“Esse é mais um exemplo de como hoje equipamentos como drones se tornaram importantes para ações de interesse público”, comenta o diretor municipal de Defesa Civil, Wagner Martins Araújo, explicando que desde a aquisição dos dois equipamentos pela prefeitura, em agosto do ano passado, os drones já participaram de mais de 200 missões, incluindo mapeamento e monitoramento de áreas de risco, ações em apoio a outros órgãos da administração municipal e da segurança pública.

Os últimos três boletins da Vigilância Epidemiológica de Rio Claro não mostram alteração no número de registros de dengue no município, que tem 1163 casos confirmados desde o início do ano. A prefeitura orienta para que a comunidade se mantenha atenta, principalmente pelo fato de o período de chuvas estar retornando. É essencial eliminar criadouros do Aedes, que se reproduz em qualquer quantidade, mesmo numa gota de água parada. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, 80% dos criadouros estão nos imóveis habitados.

Além de retirar todos os recipientes, é fundamental que as pessoas façam o descarte correto de materiais para evitar a proliferação do mosquito. A prefeitura oferece opções para que lixo e entulho sejam descartados de forma adequada. O município tem coleta de lixo em todos os bairros três vezes por semana, seis ecopontos que abrem inclusive nos finais de semana em feriados, coleta seletiva de lixo e serviço de cata bagulho que mensalmente recolhe móveis velhos e materiais inservíveis porta a porta. Informações sobre esses serviços estão em www.rioclaro.sp.gov.br.

DRONES DA DEFESA CIVIL AUXILIAM NOS TRABALHOS PREVENTIVOS À DENGUE

leave a comment »

Locais onde há impossibilidade de acesso , recusa de abertura de imóvel ou desconhecimento do proprietário, o equipamento pode realizar a vistoria

 

Drones adquiridos pelo município de Rio Claro para auxílio nos trabalhos de diversos setores da administração municipal como Defesa Civil, Guarda Municipal (GCM), Obras, Trânsito,  Meio Ambiente, que auxiliam monitoramento em áreas de risco de enchentes, incêndios, segurança, ações de fiscalização,  auxiliam também a saúde pública.

O Centro de Controle de Zoonoses recebe diariamente diversas solicitações de moradores através da Ouvidoria, para vistorias em imóveis, principalmente em prédios e terrenos fechados. Mas nem sempre os agentes conseguem adentrar para a realização dos serviços preventivos relativos a criadouros de mosquitos que transmitem arboviroses, como a Dengue.

Casos como proprietários desconhecidos,  que moram em outros municípios, que recusam a abertura do local ou imóveis inventariados, dificultam os serviços e aumentam a preocupação dos vizinhos solicitantes.

Os munícipes e o  CCZ contam agora com o auxílio dos equipamentos e a parceria da Defesa Civil que,  através de seus  agentes habilitados para utilização dos drones,  podem auxiliar nas vistorias dos imóveis fechados.

Registros aéreos através de fotos,  podem mostrar a real situação dos imóveis para organização de ações e autuações.

Este é mais um instrumento para os trabalhos contra  os  mosquitos, mas sempre é bom lembrar que 80% de criadouros estão dentro dos imóveis habitados e  a procura e eliminação destes devem ser diárias e realizadas por todos nós.