DENGUE: SE VOCÊ AGIR, PODEMOS EVITAR

Posts Tagged ‘defesa civil

Prefeitura de Rio Claro usa drones no combate à dengue

leave a comment »

Equipamentos ajudam a vistoriar terrenos fechados em que agentes de saúde têm dificuldade para entrar

Na luta contra a dengue, a prefeitura de Rio Claro está reforçando as ações contra o mosquito transmissor também com o auxílio da tecnologia. Aeronaves remotamente pilotadas, mais conhecidas como “drones”, estão sendo utilizadas para ajudar quando há dificuldades para os agentes de saúde entrarem em terrenos fechados. A vistoria de imóveis é ação preventiva essencial realizada pela Secretaria Municipal de Saúde no combate ao Aedes aegypti e, com a parceria da Secretaria Municipal de Segurança na utilização de drones, esse trabalho ganha em agilidade e rapidez.

“Além das vistorias de rotina, o Centro de Controle de Zoonoses recebe diversas solicitações por meio da Ouvidoria Municipal a respeito de prédios e terrenos fechados”, explica o gerente do CCZ, Diego Reis. “Em casos de proprietários desconhecidos ou que moram em outros municípios a utilização dos drones tem sido de grande ajuda”, acrescenta.

“Esse é mais um exemplo de como hoje equipamentos como drones se tornaram importantes para ações de interesse público”, comenta o diretor municipal de Defesa Civil, Wagner Martins Araújo, explicando que desde a aquisição dos dois equipamentos pela prefeitura, em agosto do ano passado, os drones já participaram de mais de 200 missões, incluindo mapeamento e monitoramento de áreas de risco, ações em apoio a outros órgãos da administração municipal e da segurança pública.

Os últimos três boletins da Vigilância Epidemiológica de Rio Claro não mostram alteração no número de registros de dengue no município, que tem 1163 casos confirmados desde o início do ano. A prefeitura orienta para que a comunidade se mantenha atenta, principalmente pelo fato de o período de chuvas estar retornando. É essencial eliminar criadouros do Aedes, que se reproduz em qualquer quantidade, mesmo numa gota de água parada. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, 80% dos criadouros estão nos imóveis habitados.

Além de retirar todos os recipientes, é fundamental que as pessoas façam o descarte correto de materiais para evitar a proliferação do mosquito. A prefeitura oferece opções para que lixo e entulho sejam descartados de forma adequada. O município tem coleta de lixo em todos os bairros três vezes por semana, seis ecopontos que abrem inclusive nos finais de semana em feriados, coleta seletiva de lixo e serviço de cata bagulho que mensalmente recolhe móveis velhos e materiais inservíveis porta a porta. Informações sobre esses serviços estão em www.rioclaro.sp.gov.br.

DRONES DA DEFESA CIVIL AUXILIAM NOS TRABALHOS PREVENTIVOS À DENGUE

leave a comment »

Locais onde há impossibilidade de acesso , recusa de abertura de imóvel ou desconhecimento do proprietário, o equipamento pode realizar a vistoria

 

Drones adquiridos pelo município de Rio Claro para auxílio nos trabalhos de diversos setores da administração municipal como Defesa Civil, Guarda Municipal (GCM), Obras, Trânsito,  Meio Ambiente, que auxiliam monitoramento em áreas de risco de enchentes, incêndios, segurança, ações de fiscalização,  auxiliam também a saúde pública.

O Centro de Controle de Zoonoses recebe diariamente diversas solicitações de moradores através da Ouvidoria, para vistorias em imóveis, principalmente em prédios e terrenos fechados. Mas nem sempre os agentes conseguem adentrar para a realização dos serviços preventivos relativos a criadouros de mosquitos que transmitem arboviroses, como a Dengue.

Casos como proprietários desconhecidos,  que moram em outros municípios, que recusam a abertura do local ou imóveis inventariados, dificultam os serviços e aumentam a preocupação dos vizinhos solicitantes.

Os munícipes e o  CCZ contam agora com o auxílio dos equipamentos e a parceria da Defesa Civil que,  através de seus  agentes habilitados para utilização dos drones,  podem auxiliar nas vistorias dos imóveis fechados.

Registros aéreos através de fotos,  podem mostrar a real situação dos imóveis para organização de ações e autuações.

Este é mais um instrumento para os trabalhos contra  os  mosquitos, mas sempre é bom lembrar que 80% de criadouros estão dentro dos imóveis habitados e  a procura e eliminação destes devem ser diárias e realizadas por todos nós.

 

São Paulo lança plano estadual de combate à dengue

leave a comment »

Campanha em rodovias e nos municípios irá alertar sobre o risco oferecido pelo mosquito e convocará população a participar das ações

 

O Governador do Estado anunciou uma campanha de combate ao Aedes aegypti, transmissor da dengue,  chikungunya e zika vírus. Entre as ações de destaque do Plano Estadual está a campanha publicitária da Secretaria de Comunicação (Secom) para alertar a população sobre o risco oferecido pelo mosquito, assim como a importância da participação popular na prevenção.

A campanha publicitária terá uma identidade visual criada especialmente para esta ação. Além das mídias tradicionais de rádio e televisão, a campanha vai considerar as mídias digitais,  como Facebook, Instagram, Twitter e WhatsApp, que terão conteúdo voltado ao tema. Para facilitar as ações de campo coordenadas pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), também serão providenciados materiais impressos sobre prevenção ao Aedes.

A Secretaria da Saúde preparou uma mobilização para fevereiro para envolver a sociedade e os municípios em torno da necessidade de eliminação de focos do mosquito. Entre 11 e 16 de fevereiro será realizada a Semana Especial, em parceria com os municípios, com ações coletivas, como arrastões, limpezas e eliminação de criadouros, além de distribuição de materiais informativos.

O plano prevê ações integradas com outras pastas e órgãos estaduais, como Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo), que fará a distribuição de panfletos em algumas praças de pedágio, além de inserir mensagens de orientação sobre combate ao Aedes nos letreiros das rodovias.

Ações de conscientização

Também está previsto para o dia 13 de fevereiro o “Dia D” de limpeza nas margens das rodovias para retirada de pneus, entulhos e outros itens que podem ser potenciais criadouros do mosquito.

Agentes da Defesa Civil farão, ao longo de fevereiro, ações especiais com profissionais da Sucen (Superintendência de Controle de Endemias) em cidades consideradas prioritárias, de acordo com os índices de infestação.

Em 16 de fevereiro, as Secretarias da Saúde e do Meio Ambiente farão uma ação de combate contra o Aedes aegypti e de conscientização nos parques estaduais, com apoio da Sucen e distribuição de materiais informativos.

Em parceria com a Educação, será realizado em fevereiro o Dia Especial de combate ao mosquito nas escolas estaduais, com mobilização dos alunos para “caça” a possíveis criadouros. A Secretaria da Saúde estuda, ainda, a criação de um “selo de qualidade” a ser entregue aos municípios que reduzirem ou mantiverem índices de infestação de larvas do mosquito em níveis satisfatórios.

Zoonoses avalia como positivo Dia D de Combate ao Aedes

leave a comment »

Iniciativa reforçou a necessidade de combater o mosquito

O Dia D de Combate ao Aedes realizado no sábado, no Lago Azul, foi considerado uma iniciativa positiva pelo Centro de Controle de Zoonoses (CCZ). De acordo com a gerente Amanda Maria Borotti, o evento não apenas chamou a atenção para a importância de eliminar criadouros do mosquito como produziu mais conhecimento sobre o Aedes, transmissor da Dengue, Chikungunya, Zika e Febre Amarela. “Ações como esta, reforçam a necessidade de manter a população em alerta para evitar surtos de doenças”, afirmou a gerente do CCZ.  Este ano, até o momento a cidade registrou 13 casos de pessoas com vírus da Dengue e outras 10 acometidas pela Chikungunya.

Com monitoramento da Vigilância Epidemiológica, o público presente no evento pode conferir através de uma lupa detalhes sobre o mosquito que traz tantos problemas à saúde pública. Através de pinturas e desenhos, as crianças se aprofundaram no tema e coloriram máscaras com desenho do mosquito e uma cartilha distribuída pela Defesa Civil com várias figuras para divertir as crianças. Funcionários da Zoonoses fizeram pintura facial e a Sepladema- Secretaria de Planejamento, Desenvolvimento e Meio Ambiente trocou verduras e legumes por material reciclável. A Atenção Básica também esteve presente fazendo a mediação da pressão arterial.

Uma das atrações que animou as crianças foi a presença dos bonecos que representam o agente de saúde e o mosquito. No local do evento foram montados vários espaços para brincadeiras como os jogos de argola, de dados e corrida com a colher. Todas as atrações deram direito a brindes como bolas, canecas e canetas. Um trenzinho levou o público para passeios durante toda a tarde e houve ainda distribuição de pipoca, sorvete e algodão doce.

20171125_121327 20171125_123754 20171125_151219 20171125_131543

20171125_131543 20171125_145329

20171125_132310 20171125_142902

20171125_132910 20171125_133033.jpg

CCZ adota medidas de combate ao Zika Vírus

leave a comment »

A microcefalia em recém-nascidos ocasionada pela contaminação da gestante pelo Zika Vírus, assustou o país. A doença que até então demonstrava apresentar apenas sintomas leves, sem grandes consequências, passou a ser uma ameaça para as grávidas. Surgiu então o Plano Nacional de Enfrentamento à Microcefalia. Nele o governo relacionou uma série de medidas, entre elas, intensificar a campanha de combate ao mosquito de dezembro de 2015 a junho de 2016, inspecionar todos os domicílios e instalações públicas e privadas urbanas até 31 de janeiro de 2016, por meio de força-tarefa com a participação de agentes de combate a endemias, agentes comunitários de saúde, forças armadas, defesa civil, bombeiros e policiais militares e realizar inspeções mensais até fevereiro e bimestrais, de março a junho de 2016, por meio de força-tarefa.

Em Rio Claro o Centro de Controle de Zoonoses já deu início às ações. As imobiliárias da cidade estão sendo contatadas para que recebam orientações sobre o combate ao mosquito. Corretores de imóveis são uma das peças-chave desse enfrentamento já que estão diariamente em contato com imóveis fechados, locais onde pode haver focos do Aedes. Em uma das apresentações feitas pelo IEC ficou evidente a importância da participação desse setor nas ações da Zoonoses. Entre as recomendações feitas aos corretores estão os cuidados com caixas d´água, ralos externos, calhas e piscinas dos imóveis que estão em negociação.

dengue 07 12 15 (7)Nas floriculturas as orientações se concentram na drenagem dos vasos e floreiras, para que a água não se acumule. Em algumas plantas, como a bromélia, atenção especial, por reter a água em seu interior.

 

A preocupação se estende na venda das plantas ao consumidor que deverá ser orientado a não transformar o vaso em um criadouro. Para isso a Fundação Municipal de Saúde produziu um adesivo que passará a ser entregue ao cliente no ato da venda.

Equipe sai à procura de larvas em pontos estratégicos

leave a comment »

pe

Escolas, empresas, cemitérios, ferros-velhos, borracharias onde há grande quantidade de criadouros são visitados todos os dias pela equipe de Pontos Estratégicos de combate à dengue.

Esse trabalho tem como objetivo verificar se esses locais estão realizando o trabalho preventivo, eliminando larvas e ovos do Aedes aegypti. Esses dados servem de parâmetro para que a Zoonoses saiba onde estão os pontos mais vulneráveis que precisam de uma atuação mais constante dos agentes. Muitas vezes a equipe da Zoonoses tem apoio da Defesa Civil para a retirada de materiais.

A equipe também atua em conjunto com a Ação Social, Atenção Básica, Agricultura, Parques e Jardins, Próprios Municipais, Secretaria de Educação e Sepladema- Secretaria de Planejamento, Desenvolvimento e Meio Ambiente.