DENGUE: SE VOCÊ AGIR, PODEMOS EVITAR

Posts Tagged ‘dono

Mais uma linda história com final feliz

leave a comment »

Esta semana foi marcada por vários momentos de emoção e sensação de dever cumprido na Zoonoses. Jorjão, um cão que estava no CCZ há semanas aguardando por um lar, conseguiu uma família e já está na nova casa. No mesmo dia, Thor que há 1 ano e meio estava esperando sua vez, também seguiu seu caminho e ganhou um espaço só para ele na casa do seo Aparecido.

Para fechar a semana, mais um final feliz. Depois de 3 anos desaparecido e longe da dona, Sansão, que na verdade se chama Thor, voltou para casa. Durante este tempo todo ele perambulou pelas ruas e acabou se unindo a outros cães no Jardim São Paulo. Em setembro do ano passado foi recolhido. Uma protetora reconheceu o animal quando ele passeava com o tratador da Zoonoses na rua e contou para Cristiane, a dona. Ela, que esteve atrás do cão durante todos esses anos decidiu confirmar se de fato era o seu filhote. Reconheceu o animal e o mais impressionante, foi reconhecida por ele também.

Hoje Cristiane esteve no CCZ para buscar o seu filhotão e o encontrou bem tratado, vacinado, castrado e bem de saúde. O encontro provou que mesmo que se passem anos de separação, o cão jamais se esquece de seu dono. Foi um momento especial para todos. Cristiane contou que adotou Thor quando ele era ainda um bebê e tinha enfrentado uma longa viagem do Mato Grosso até Rio Claro. Com 1 ano de idade ele sumiu e desde então ela vinha tentando saber do seu paradeiro. Ficou bastante emocionada ao rever o animal. Mais uma história com final feliz para fechar a semana.

 

Vacinação Antirrábica segue dentro da meta esperada

leave a comment »

Em mais um final de semana de vacinação antirrábica na área urbana, o resultado estimado pelo Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) segue dentro da meta esperada. Os bairros onde a vacinação foi mais procurada foram Vila Nova, no sábado e Jardim Conduta, no domingo. “Se levarmos em conta o número de postos de vacinação distribuídos este ano em relação ao ano passado, houve um aumento de 22% na procura pela vacina”, informou a gerente do CCZ, Amanda Borotti.

O horário de maior procura nos postos de vacinação varia de acordo com o bairro, mas a população tem preferido o período da manhã para aproveitar melhor o dia. Os proprietários que tiverem a carteira de vacinação devem levá-la para manter o controle da vacina. Os que não tiverem, receberão a carteirinha para que possam apresentá-la nas demais campanhas de vacinação. A Zoonoses reforça a necessidade da vacinação nos animais domésticos. “O contato com morcegos pode colocar em risco a vida do animal e consequentemente de seu dono, caso haja contaminação pelo vírus da raiva”, explicou Amanda.

Itapira, também no interior de São Paulo confirmou na quinta-feira (10) que a cidade registrou 14 casos de raiva em animais neste ano. Em 2016, foram dois casos da doença no município. Dos 14 casos confirmados, 11 foram registrados em bovinos, dois em morcegos-vampiros e um em morcego insetívoro.

A Zoonoses ressalta ainda que caso o morador encontre um morcego caído no quintal de casa, não deve de maneira alguma tocá-lo. Mantenha os animais da casa (cães e gatos) distantes, coloque um balde sobre o morcego ou uma toalha molhada e chame o Centro de Zoonoses para que ele possa ser recolhido. Os telefones de contato do CCZ são 3535-4441 ou 3533.7155. O morcego será encaminhado ao Instituto Pasteur para análise.

Lembrando ainda que caso os proprietários de cães ou gatos não consigam vaciná-los durante a campanha, a unidade do CCZ no Distrito Industrial também realiza a vacinação, de segunda a sexta-feira, das 7h00 às 16h00. O importante é imunizar o animal, protegendo-o contra essa doença.