DENGUE: SE VOCÊ AGIR, PODEMOS EVITAR

Posts Tagged ‘lixo

QUEM VAI AJUDAR A ELIMINAR CRIADOUROS DE MOSQUITOS DIARIAMENTE? 

leave a comment »

Alunos do ensino fundamental da E.M. Luis Martins Rodrigues Fº, no bairro Novo Wenzel, receberam informações sobre mosquitos e as doenças que eles transitem e irão realizar campanha de conscientização no entorno da escola com distribuição de folhetos e solicitando à população local para que não descarte lixo nos terrenos do bairro.

Parabéns à escola pela iniciativa de cidadania junto aos alunos.

COLÉGIO PORTINARI – LIMEIRA – CONVIDOU CCZ DE RIO CLARO PARA PALESTRA

leave a comment »

Os alunos do ensino médio do Colégio Portinari da cidade de Limeira, receberam informações sobre os impactos que o lixo traz para a sociedade relacionados aos animais peçonhentos e outros insetos.

Solange Mascherpe do setor de Educação e Comunicação do Centro de Controle de Zoonoses de Rio Claro, explicou detalhadamente os riscos que todos correm por não fazerem o descarte correto do lixo e explicou sobre as características das principais pragas urbanas. Os alunos também tiveram a oportunidade de observar algumas espécies em vidrarias.

A iniciativa foi do professor Thierry Alexandre Guerra Bacciotti Denardo, de Biologia. Além da parte de conscientização em razão da Semana do Meio Ambiente, a palestra foi um complemento sobre os temas de aula, em que as turmas estão estudando as características desses animais.

CCZ PARTICIPA DA SEMANA DE MEIO AMBIENTE DA TRANENGE

leave a comment »

A empresa Tranenge Construções abriu a Semana do Meio Ambiente com várias orientações a seus colaboradores.

A empresa tem como meta o investimento em tecnologia sustentável na área de engenharia a fim de aperfeiçoar processos e garantir a qualidade nas obras que realiza com soluções em pré-moldados, industriais e comerciais.

Priorizam o cuidado e respeito ao Meio Ambiente, de forma a oferecer soluções alternativas que visam diminuir o impacto ambiental e preservar cada vez mais as áreas naturais.

O CCZ que já esteve presente na empresa para orientações sobre animais peçonhentos, foi convidado pelo setor  técnico de Meio Ambiente para participar desta semana com informações sobre os bichos, doenças e problemas ambientais causados pelo descarte incorreto de lixo.

Nossos agradecimentos à direção e a todos os funcionários pela presença e participação no evento.

ALUNOS DA E.E. BATISTA LEME ESCOLHEM ORIENTAÇÕES SOBRE ANIMAIS PEÇONHENTOS

leave a comment »

Estudantes do PEI -Programa de Escola Integral do Batista Leme optaram por receber orientações sobre animais peçonhentos e a profª Caroline convidou o setor de educação e comunicação do CCZ para palestra sobre descarte incorreto de lixo, os bichos que são atraídos e as doenças que eles podem transmitir. Além dos peçonhentos, também são abordados: mosquitos, roedores, caramujos e pombos.

Muitos questionamentos, curiosidades e casos cotidianos foram abordados durante a apresentação.

A exposição de vidraria com animais, chamou muita atenção dos alunos que puderam verificar de perto os bichos que escolheram para conhecer durante a aula.

CCZ NA ESCOLA MARCELO SCHMIDT

leave a comment »

Alunos do EJA – Educação de Jovens e Adultos – da Escola Marcelo Schmidt estão estudando os problemas ocasionados pelo descarte incorreto de lixo e o CCZ foi convidado a complementar estas orientações com palestra que aborda animais e doenças relacionados à estas ações.

Após a palestra, os alunos puderam observar animais peçonhentos recolhidos em residências de nossa cidade

E.E. JOAQUIM RIBEIRO RECEBE CCZ

leave a comment »

Alunos e professores do 2º ano do PEI – Programa de Ensino Integral, assistiram a palestra “Lixo = Bicho – Animais e doenças relacionadas ao descarte incorreto de lixo”.

Muito atentos, conheceram um pouco sobre mosquitos, roedores, animais peçonhentos, pombos, caramujos e ações que podem prevenir as doenças causadas por estes animais.

Nossos agradecimentos à direção da escola pela oportunidade da informação.

CCZ PARTICIPA DA FORMAÇÃO DE NOVOS FUNCIONÁRIOS DA SECRETARIA DE EDUCAÇÃO

leave a comment »

De 17 a 21 de Janeiro, foi realizada no NAM – Núcleo de Administração Municipal, a Semana de Formação de Novos Funcionários da SMERC – Secretaria Municipal de Educação de Rio Claro.

Cerca de 120 novos profissionais que estão iniciando seus trabalhos na Secretaria, receberam durante a semana, orientações sobre DMSO / RH, Direitos da Criança, Diferenças na Infância, Trabalhos do SAMU, Educação Ambiental e Educação Física.

No quesito da Educação Ambiental, o maior número de reclamações dos participantes foi em relação ao lixo descartado incorretamente nos diversos bairros da cidade. O Centro de Controle de Zoonoses participou com a palestra : “Lixo = Bicho – Animais e doenças relacionadas ao descarte incorreto de lixo”, onde são abordados os diversos problemas causados pelo material no meio ambiente e as consequências relativas a animais, à saúde pública e a responsabilidade de cada cidadão, visto que países e organizações não podem resolver o problema sozinhos . A geração e descarte de resíduos é um desafio global que precisa de uma resposta coordenada e alinhada mundialmente, inciando-se em nossas residências e municípios.

Neste contexto, os profissionais de educação, tem um papel fundamental na orientação das crianças para mudanças de comportamento em hábitos de consumo e que, como herdeiros de nossas ações e consequências, podem auxiliar os atuais adultos para o início destas fundamentais alterações de condutas ambientais.

CCZ ORIENTA CRIANÇAS DO PROJETO DA RUA PARA CASA

leave a comment »

O Projeto “da Rua para a Casa” é uma ONG sem fins lucrativos que atua desde 2019 na região do Jardim das Paineiras e que tem como propósito transmitir através da recreação, bons valores e amparo social para crianças e suas famílias.

Como muitas famílias atendidas são coletores de materiais recicláveis , a direção da entidade convidou o setor de Educação e Comunicação do Centro de Controle de Zoonoses para ministrar a palestra “Lixo = Bicho – Animais e doenças relacionadas ao descarte incorreto de lixo” para conhecimento das famílias sobre a necessidade de acondicionar corretamente o material até a venda do mesmo, evitando assim a atração de insetos, roedores e as doenças que eles podem transmitir.

O interesse durante a palestra foi gratificante e a curiosidade para conhecer os animais expostos em vidraria, foi bem grande entre as crianças e as mães presentes.

A mosca-varejeira é perigosa?

leave a comment »

Sim – ela pode até matar.

O grande problema é que esses insetos comutam facilmente entre um ambiente sujo, como um lixão, e o churrasco das nossas casas. Nas moscas coletadas dentro do hospital, por exemplo, encontramos bactérias responsáveis por dois terços das infecções hospitalares do mundo

A varejeira faz parte de uma família de moscas de cor azul ou verde-metálico, as califorídeas, cuja espécie principal é a Cochliomyia hominivorax. Ela utiliza a vítima – qualquer animal de sangue quente incluindo o ser humano – como hospedeira de sua prole, depositando ovos onde houver alguma ferida aberta.

“Ao nascerem, as larvas invadem a pele e se alimentam corroendo os tecidos vivos que encontrarem pela frente, devorando até ossos e cartilagens”, diz José Henrique Guimarães, entomólogo do Museu de Zoologia da Universidade de São Paulo (USP). Esse tipo de infecção, chamada miase, é qe leva à morte se não for combatida a tempo.

Existem dois tipos de miase provocados por estas moscas: a cutâneo traumática (que ataca a pele) e a nasofaringeana (que ocorre em casos de secreção nasal, principalmente rinite).

A segunda tem maior probabilidade de ser fatal. O animal mais atingido pela varejeira costuma ser o gado, principalmente os bezerros, em feridas no local onde foi cortado o cordão umbilical.

Filhotes Vorazes

Se tiverem a chance, as larvas da varejeira devoram o hospedeiro até o osso.

O lugar favorito para a mosca depositar seus ovos é a borda de um ferimento na pele de um animal de sangue quente.

Entre 12 a 24 horas depois, as larvas eclodem dos ovos e começam a se alimentar dos tecidos vivos do hospedeiro, cavando a carne até os ossos as cartilagens

O que fazer para evitar  moscas varejeiras?

Coloque o lixo em sacos e lixeiras fechadas.

  1. O lixo é uma das coisas que mais chamam moscas varejeiras. Tape bem tudo

que jogar fora e jamais ponha a comida diretamente dentro da lixeira.

  • As moscas varejeiras sentem o cheiro do lixo no ar. Tire o lixo regularmente para evitar o acúmulo de maus odores.

Que é bom para espantar mosca?

O lugar favorito para a mosca depositar seus ovos é a borda de um ferimento na pele de um animal de sangue quente.

Entre 12 a 24 horas depois, as larvas eclodem dos ovos e começam a se alimentar dos tecidos vivos do hospedeiro, cavando a carne até os ossos as cartilagens

O que fazer para evitar  moscas varejeiras?

Coloque o lixo em sacos e lixeiras fechadas

. O lixo é uma das coisas que mais chamam moscas varejeiras. Tape bem tudo que jogar fora e jamais ponha a comida diretamente dentro da lixeira.

. As moscas varejeiras sentem o cheiro do lixo no ar. Tire o lixo regularmente para evitar o acúmulo de maus odores.

Que é bom para espantar mosca?

. Inseticida. …

. Vinagre. …

. Cravo da Índia e limão. …

. Água, álcool e arruda. …

. Louro, eucalipto e manjericão. …

. Armadilha Caseira

Fonte: Revista Super Interessante

LIXO NO LUGAR ERRADO = BICHOS DENTRO DE CASA

leave a comment »

QUEM JOGA LIXO EM RUAS, PRAÇAS, TERRENOS, ESTRADAS, PENSA ESTAR SE LIVRANDO DELE, MAS ESTÁ GERANDO PROBLEMAS PARA TODA A CIDADE

O lixo, entulho, móveis velhos, restos de podas descartados incorretamente, atraem roedores, animais peçonhentos, mosquitos que depois buscam por abrigo em nossas casas e podem causar muitos transtornos e doenças.

A Prefeitura de Rio Claro, através da Sala Verde, que é um setor da Secretaria de Meio Ambiente e com apoio da empresa Sustentare, produziram um folheto informativo sobre o tema e a utilização dos serviços municipais oferecidos.

O material será distribuído nas repartições da Fundação Municipal de Saúde para orientações ao público e outros setores municipais, como a Sala Verde, Secretaria de Meio Ambiente e Canil Municipal.

Estes folhetos ajudam a complementar os serviços de orientação realizados pelo CCZ através do setor de educação e comunicação que, realiza palestras como “Lixo = Bicho – Animais e doenças relacionadas ao descarte incorreto de lixo” em escolas, empresas, projetos, igrejas, etc., visando uma maior conscientização dos munícipes sobre ações de descarte corretas e utilização dos serviços públicos oferecidos, tais como: coleta diária, coleta seletiva, Eco Pontos e caminhão Cata Bagulho.

O Centro de Controle de Zoonoses agradece a importante parceria que, auxilia na prevenção de doenças que podem ser transmitidas aos moradores pelos animais atraídos por descarte incorreto de materiais.