DENGUE: SE VOCÊ AGIR, PODEMOS EVITAR

Posts Tagged ‘onu

FEBRE MACULOSA – FIQUE ATENTO APÓS CONTATO COM CARRAPATOS

leave a comment »

A Febre Maculosa é uma doença febril aguda causada por uma bactéria transmitida às pessoas através do carrapato Amblyomma Sculpitum ou Dubitatum , popularmente conhecidos como “carrapato estrela”, “carrapato de cavalo” ou “rodoleiro”.    O micuim (larva do carrapato) também pode transmitir a doença.

É uma doença de fácil tratamento, mas com índices de óbitos que chegam a 60% dos infectados. Porque isto acontece?  Por falta de informação ao profissional de saúde.

Ao ter contato com o parasita e início dos sintomas, é fundamental que se procure um médico imediatamente  e o informe sobre o contato ou que freqüentou áreas de risco, tais como: matas, sítios, campos de várzea, pesqueiros, cachoeiras, parques, florestas, etc.

 

O homem é infectado através da picada do carrapato estrela ou micuim que eventualmente carrega a bactéria Rickettsiarickettsii nas suas glândulas salivares. Esse carrapato hematófago pode ser encontrado em animais de grande porte (bois cavalos, etc.), cães, aves domésticas, roedores,animais selvagens como os gambás, cachorros-do-mato, coelhos, tatus e cobras., e, especialmente, na capivara, o maior de todos os reservatórios naturais.

 Transmissão

Para haver transmissão da doença, o carrapato infectado precisa ficar pelo menos quatro horas fixado na pele das pessoas. Os mais jovens e de menor tamanho são vetores mais perigosos, porque são mais difíceis de serem vistos.

Não existe transmissão da doença de uma pessoa para outra.

Sintomas

Os sintomas são febre de início súbito, dor de cabeça e nas articulações e /ou prostação, seguida de erupção cutânea (ocorre a partir do 3º ao 5º dia de doença), começa em punhos e tornozelos e atinge todo o corpo, inclusive palmas das mãos e plantas dos pés, o que em geral não acontece nas outras doenças exantemáticas (sarampo, rubéola, dengue hemorrágico, por exemplo).

O diagnóstico é realizado com exame específico para o diagnóstico da febre maculosa

Tratamento

A febre maculosa brasileira tem cura desde que o tratamento com antibióticos seja introduzido nos primeiros dois ou três dias. O ideal é manter a medicação por dez a quatorze dias, mas logo nas primeiras doses o quadro começa a regredir e evolui para a cura total.

Atraso no diagnóstico e, consequentemente no início do tratamento, pode provocar complicações graves, como o comprometimento do sistema nervoso central, dos rins e pulmões, das lesões vasculares e levar ao óbito.

Recomendações

  • Uso de repelentes à base da substância Icaridina, que são eficazes na prevenção de picadas    por  carrapatos ao frequentar ambientes favoráveis à presença dos mesmos;
  • Uso de roupas de cor clara, vestimentas longas, calçados fechados (preferencialmente com meias brancas e de cano longo) ao frequentar ambientes favoráveis à presença de carrapatos, o que facilitará a visualização dos animais;
  • Uso de equipamentos de proteção individual nas atividades ocupacionais (capina e limpeza de pastos);
  • Evitar se sentar e deitar em gramados e em áreas de conhecida infestação de carrapatos em atividades de lazer como caminhadas, piqueniques, pescarias, etc;
  • Examinar o corpo periodicamente ao frequentar áreas propícias à presença de carrapatos, tendo em vista que quanto mais rápido eles forem retirados do corpo, menor a chance de infecção;
  • Se verificados carrapatos no corpo, retirá-los com leves torções e com o auxílio de pinça, evitando o contato com unhas e o esmagamento do animal;
  • Utilização periódica de carrapaticidas em cães, cavalos e bois, conforme recomendações do profissional médico veterinário;
  • Limpeza e capina periódica de lotes não construídos e áreas públicas com cobertura vegetal;
  • Manter vidros e portas fechados em veículos de transporte em áreas com risco de

Infestação de carrapatos.

Não  esqueça de que os sintomas iniciais da febre maculosa são semelhantes aos de outras infecções e requerem assistência médica imediata. Esteja atento ao aparecimento dos sintomas comuns a vários tipos de infecção e avise o médico para um diagnóstico diferencial.

Não existe vacina contra a febre maculosa brasileira.

Para evitar agravamentos ou óbitos, a Fundação Municipal de Saúde, através do Centro de Controle de Zoonoses e em parceria com  Atenção Básica, tem realizado orientações aos profissionais nas unidades de saúde do município para informar sobre a doença, abordagem, sintomas e prevenção, além de palestras realizadas na rotina do setor de Educação e Informação do CCZ.

OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

leave a comment »

No último sábado, 10, foi concluída em Rio Claro a terceira etapa do projeto Caminhão Conhecendo os ODS.
O projeto desenvolve ações para que a população conheça os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, definidos pela Organização das Nações Unidas (ONU) em conjunto com 193 países.
Em Rio Claro o evento aconteceu no Jardim Público, das 10 às 18h. e a Fundação Municipal de Saúde esteve presente na tenda da Saúde com o NESTD, Saúde Bucal e Centro de Controle de Zoonoses.
Mais de 4 mil pessoas prestigiaram o evento.