DENGUE: SE VOCÊ AGIR, PODEMOS EVITAR

Posts Tagged ‘silvestre

JIBOIA RESGATADA

leave a comment »

Atendendo solicitação, equipe do CCZ resgatou esta jovem jiboia (Boa constrictor) e a soltaram em local apropriado.
O desmatamento, a invasão do seu habitat natural e lixo que atrai roedores, fazem com que estes animais apareçam cada vez mais em áreas urbanas.
Ao encontrar um animal silvestre, não maltrate, não toque, não mate.
Procure os serviços especializados.
Anúncios

Hoje é último dia para se proteger contra a febre amarela no carnaval

leave a comment »

Para que a imunização contra a febre amarela tenha efeito para o período do carnaval, que neste ano será de 2 a 6 de março, a vacinação deve ocorrer até hoje  (19). A recomendação do governo paulista é, sobretudo, para quem vai viajar para áreas de mata e ribeirinhas, pois a proteção efetiva só ocorre após dez dias. A cobertura vacinal contra febre amarela no estado alcança 70%, em média, com variação entre as regiões.

Todo o estado tem recomendação da vacina por causa da circulação do vírus. A imunização é indicada para pessoas a partir dos 9 meses de idade. Pacientes portadores de HIV positivo e transplantados devem consultar o médico sobre a necessidade da vacina. Não há indicação para gestantes, mulheres amamentando crianças com até 6 meses de idade e imunodeprimidos, como pacientes em tratamento quimioterápico, radioterápico ou com corticoides em doses elevadas.

Os foliões que não se vacinarem no prazo adequado devem evitar entrar em áreas verdes e devem usar repelentes e roupas compridas e de cor clara para reforçar a prevenção, conforme orientação da Secretaria Estadual de Saúde.

O último balanço do governo paulista, que considera o período de janeiro à primeira quinzena de fevereiro, confirma a ocorrência de 36 casos de febre amarela silvestre em São Paulo, dos quais nove resultaram em morte. Em 2018, foram 502 casos e 175 mortes. Em 2017, foram registrados 74 casos e 38 mortes. Não há casos de febre amarela urbana no Brasil desde 1942.

Arboviroses

O verão – com o aumento das chuvas – é o período mais propício à proliferação de doenças transmitidas por arbovírus, os quais são transmitidos ao homem por artrópodes, ou seja, por meio da picada de insetos como o Aedes aegypti. Dengue, chikungunya e zika, além da febre amarela, estão entre as arboviroses mais comuns no Brasil. No caso da febre amarela, como o vírus em circulação, é o da forma silvestre, e as transmissões ocorrem pelo mosquito Haemagogus e Sabethes.

Fonte- Agência Brasil

Empresas solicitam palestras sobre Febre Amarela

leave a comment »

O IEC, departamento de Informação, Educação e Comunicação do CCZ esteve presente em algumas SIPAT´s – Semana Interna de Prevenção a Acidentes de Trabalho, realizada todos os anos pelas empresas. O assunto mais solicitado tem sido a Febre Amarela.

As informações que chegam até as pessoas ainda são insuficientes para compreender melhor essa doença. Por isso as empresas recorrem a Zoonoses atendendo pedido de seus funcionários.

Na Aldoro, – funcionários estiveram presentes no auditório da empresa, no encerramento da SIPAT. Além de informações sobre a Febre Amarela, dúvidas surgiram também com relação a Leishmaniose e Febre Maculosa, temas que deverão ser apresentados em outras ocasiões.

Na Chemtura/Lanxess ainda há muitas dúvidas sobre a Febre Amarela e sua forma de transmissão. A existência dos vetores Haemagogos e Sabethes, que transmitem a doença em sua forma silvestre, não estava clara para a maioria.