DENGUE: SE VOCÊ AGIR, PODEMOS EVITAR

Posts Tagged ‘vetor

DIA D CONTRA O MOSQUITO AEDES

leave a comment »

AMANHÃ É DIA DE DIVERSÃO E INFORMAÇÃO SOBRE O MOSQUITO DA DENGUE NO JARDIM PÚBLICO

A  Fundação Municipal de Saúde em parceria com a Secretaria de Meio Ambiente, Secretaria de Agricultura e Vigilância Epidemiológica vai realizar no próximo sábado, 10, das 10 às 14h, no Jardim Público, o DIA D CONTRA O MOSQUITO AEDES AEGYPTI, transmissor da Dengue, Zika , Chikungunya e Febre Amarela.
O evento contará com a troca de verduras orgânicas das hortas da Secretaria de Agricultura,   por material reciclável que será recolhido  pelas cooperativas da Secretaria de Meio Ambiente.
Equipes da Vigilância Epidemiológica estarão explicando o ciclo do mosquito através de microscópios e realizando exames de DST.
Agentes do Centro de Controle de Zoonoses estarão coordenando brincadeiras como: corrida de colher, pintura de rostos e máscaras, argolas, corrida com dados e confecção de pipas;  todas as atividades  são relativas à prevenção das doenças e eliminação de criadouros do mosquito transmissor.
O Boneco Cabeção estará distribuindo folhetos informativos e divertindo a criançada com os agentes fantasiados de mosquitos.
Esta ação faz parte da Semana de Mobilização contra o Aedes e visa informar à população sobre o perigo das doenças transmitidas por este mosquito e a importância da eliminação de criadouros: qualquer local ou quantidade de água parada.
Participe, leve as crianças , recicláveis e receba verduras e informação.

Saúde convoca o cidadão para que o combate ao mosquito faça parte da rotina

leave a comment »

O alerta vem no período do ano em que se observa maior risco de proliferação do Aedes e também quando o brasileiro mais viaja, deixando os imóveis fechados

 

Com a chegada do verão, período chuvoso e quente, o brasileiro deve redobrar os cuidados com a limpeza de caixas d’água, piscinas, calhas de telhados, pratos de vasos de plantas. É preciso cuidado também com os quintais das casas para não amontoar lixo com sacos plásticos, garrafas, pneus ou qualquer outro objeto que possa acumular água da chuva. O alerta é do Ministério da Saúde e vale, inclusive, para as pessoas que vão viajar e deixar os imóveis fechados nesse período. Isso porque, qualquer recipiente com água, mesmo que em pequena quantidade, pode virar um criadouro do mosquito transmissor da dengue, Zika e chikungunya num curto período de tempo.

Os ovos do mosquito Aedes permanecem vivos por cerca de um ano sem água e basta apenas um contato com umidade para que as larvas apareçam. O ministro da Saúde, Ricardo Barros, reforça o apelo para que as pessoas incluam as medidas de combate ao aedes nas atividades cotidianas do ano novo.

“Criar o hábito de toda sexta-feira fazer uma vistoria no seu imóvel e nas redondezas do mesmo, seja ele o local de trabalho, apartamento, casa ou sítio. Se cada cidadão fizer a sua parte, evitando água parada e descoberta em locais que possam servir de criadouros de mosquito, juntos estaremos fazendo um grande mutirão semanal de limpeza em todo o país”, ressaltou o ministro da Saúde, Ricardo Barros.

Tampar os grandes depósitos de água, cobrir piscinas, manter os ambientes limpos removendo o lixo e limpar com bucha as laterais e bordas de recipientes com água, como os vasos de planta, são medidas simples que evitam a proliferação do mosquito transmissor dessas três doenças que podem até matar.

AÇÕES – O Ministério da Saúde tem intensificado o combate à reprodução do mosquito Aedes aegypti em parceria com estados e municípios. Prova disso, é a garantia de um orçamento crescente aos estados, municípios e Distrito Federal para ações de vigilância, que incluem o combate ao vetor das doenças dengue, Zika chikungunya. Os recursos cresceram 51% nos últimos anos, passando de R$ 924,1 milhões para R$ 1,4 bilhão entre 2010 e 2016. Para 2017, a previsão é de R$ 1,9 bilhão.