DENGUE: SE VOCÊ AGIR, PODEMOS EVITAR

Archive for the ‘Zika Virus’ Category

CCZ EM TREINAMENTO DA GUARDA AMBIENTAL

leave a comment »

Os municípios de Rio Claro e Cordeirópolis estão capacitando guardas municipais para também atuarem em questões ambientais.

A Guarda Civil Municipal de Rio Claro terá atuação ambiental com poder de polícia administrativa que possibilita a emissão de autos de infração às pessoas que depositarem resíduos sólidos de forma irregular.

O Centro de Controle de Zoonoses participou do treinamento com a palestra Lixo = Bicho – Animais e doenças relacionadas ao descarte incorreto de lixo, onde são abordados os diversos animais e doenças relacionadas, como  Dengue, Zika, Chikungunya transmitidas pelo Aedes aegypti que encontra nos inservíveis jogados aleatoriamente, locais ideais para procriação; além dos ratos e insetos que atraem cobras e animais peçonhentos, resultando em  grandes problemas para a saúde pública.

A conscientização da população é fundamental para o controle destas doenças e a Guarda Ambiental auxiliará no sentido de orientar e multar aqueles que ainda insistem em ações medievais de descarte em locais inapropriados.

 

Anúncios

CCZ NA SIPAT PERFORTEX

leave a comment »

A Empresa Perfortex Tintas, iniciou a semana de SIPAT e o CCZ esteve presente com a palestra LIXO= BICHO – Animais e doenças relacionadas ao descarte incorreto de lixo.

Com o grande enfrentamento de lixo jogado em ruas e terrenos da cidade,  a palestra tem o intuito de conscientizar as pessoas sobre o perigo que o descarte inadequado causa à saúde publica.

Jogar lixo nos terrenos favorece a proliferação de diversos bichos, insetos e animais peçonhentos. Basta um recipiente plástico jogado em um terreno, para que seja formado um verdadeiro criadouro de mosquitos da Dengue, Zika, Chikungunya e Febre amarela.

Lixos atraem  ratos,  baratas e consequentemente  outros animais que alimentam-se destes, como  cobras,  escorpiões, entre outros; aumentando assim o número de acidentes com animais peçonhentos e a transmissão de diversas zoonoses.

É necessário  investir na conscientização da população a respeito da importância de adotar uma postura adequada em relação ao descarte de lixo.

 

 

 

CCZ no Centro de Ressocialização Masculino ‘Drº LUIS GONZAGA DE ARRUDA CAMPOS’

leave a comment »

A convite do Sr. Márcio Manuel dos Santos, diretor do CRM – Centro de Ressocialização Masculino ‘Drº LUIS GONZAGA DE ARRUDA CAMPOS’, a equipe de educação do Centro de Controle de Zoonoses, Solange Mascherpe e Daiana Carolina Joaquim, realizaram palestra sobre o mosquito Aedes aegypti aos internos e funcionários.

A eliminação de criadouros destes mosquitos deve ser realizada diariamente e em todos os locais que houver água parada,  evitando-se assim a transmissão de doenças como Dengue, Zika,  Chikungunya e Febre Amarela.

Na oportunidade, informações sobre Febre Maculosa também foram realizadas.

Consegs – Segurança na saúde também

leave a comment »

 

Conselhos de Segurança – CONSEGs – dos bairros da cidade reúnem-se mensalmente para compartilhamentos de ações e processos relativos à segurança dos moradores.

Na última terça-feira, 26, estiveram presentes na reunião além dos moradores de diversos bairros,  o comando da Polícia Militar Cap. Gonçalves e Major Rogério Capuano, Cmte. Godoy da Guarda Municipal,  Promotor Público Dr. Gilberto Porto, vereador Julinho Lopes , representantes do conselho da Mulher, Observatório Social e do Centro de Controle de Zoonoses.

A Chefe de Núcleo de Zoonoses Solange Mascherpe, aproveitou a oportunidade para informar aos líderes de bairros e autoridades presentes sobre a densidade larvária na cidade e a necessidade da colaboração de todos para eliminação de criadouros dos mosquitos transmissores da Dengue, Zika, Chikungunya e Febre Amarela, evitando-se assim, novas epidemias.

Informações preventivas sobre Febre Maculosa também foram repassadas aos participantes.

26 06 18 (13)

26 06 18 (22)

E.E. JOAQUIM SALES RECEBE ORIENTAÇÃO SOBRE MOSQUITOS

leave a comment »

As escolas estaduais de nossa cidade também estão trabalhando com a prevenção às doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti.

Alunos e professores da  escola Joaquim Sales receberam a equipe de educação do Centro de Controle de Zoonoses para palestra sobre o mosquito, sintomas das doenças por ele transmitidas e prevenção.

As informações recebidas também serão abordadas pelos educadores durante as aulas para que, além do conhecimento adquirido, possam retransmiti-las às suas famílias.

 

DIFERENTES MOSQUITOS E DOENÇAS QUE TRANSMITEM

leave a comment »

                        SAIBA DIFERENCIÁ-LOS

O Aedes aegypti transmite dengue, zika e chikungunya. É preto com listras brancas, que na verdade são escamas  e dispõe de um desenho no tórax que lembra uma lira (instrumento musical). Picam principalmente no início da manhã e final da tarde  quando a temperatura está mais amena. Próprio de áreas tropicais. É um mosquito urbano que se prolifera em áreas com grande continente populacional.

                                               

O Aedes albopictus   é um  mosquito que também tem potencial para transmitir dengue, zika e chikungunya. Pesquisas comprovaram que a espécie carrega o vírus da febre amarela mas não tem capacidade de transmiti-la.  Ele está distribuído em áreas rurais na grande maioria dos Estados brasileiros. Apresenta o mesmo hábito alimentar do primo, Aedes aegypti, com maior atividade no início da manhã e no final da tarde. A diferença é que não se alimenta preferencialmente de sangue humano, mas do animal que encontrar pela frente.

Sabethes  junto ao Haemagogus, é o principal transmissor da febre amarela atualmente no Brasil. É um mosquito silvestre, que vive em região de mata e costuma ficar na copa das árvores – por essa razão, pica preferencialmente macacos. Coloca seus ovos no oco das árvores. É diurno, picando do meio-dia até o pôr do sol. Chama a atenção pelo colorido metalizado, com tons de violeta, roxo, azul e verde.

Os flebotomíneos, Lutzomya longipalpis, popularmente chamados de mosquito-palha, cangalhinha e birigui, transmitem a Leishmaniose. São pequenos, de cor clara e pousam de asas abertas. Têm hábitos noturnos. A transmissão da doença ocorre quando fêmeas do mosquito picam uma pessoa ou um animal infectado, como cães, gatos e cavalos e picam alguém saudável, transmitindo o protozoário Leishmania chagasi.

Os Anopheles  é um gênero de mosquito da família Culicidae e subfamília Anophelinae, dividido em torno de 400 espécies; popularmente chamado de mosquito-prego transmitem a malária.  A doença é transmitida por meio da picada da fêmea do mosquito Anopheles, infectada por Plasmodium, um tipo de protozoário. Esses mosquitos são mais abundantes ao entardecer e ao amanhecer. Também podem picar durante a noite, mas em menor quantidade. É frequente na região amazônica. Apenas as fêmeas transmitem a malária. Elas precisam de sangue para o desenvolvimento de seus ovos. Os machos se alimentam apenas de substâncias com açúcar, como néctar e seivas de plantas.

Culex quinquefasciatus é o pernilongo comum. Não é um grande transmissor de doenças, mas seu potencial para isso ainda está sendo investigado. No ano passado, a Fiocruz realizou um estudo em Recife, área de incidência da zika, e constatou que o Culex também tinha capacidade de transmitir a doença. Nessa mesma região, o pernilongo transmite o parasita que causa a elefantíase, única área do Brasil endêmica para essa doença. Ele tem hábitos noturnos, se reproduz em águas poluídas e está presente no meio urbano de regiões tropicais, subtropicais e temperadas do mundo.

Fonte: R7

AGENTES ATUALIZANDO INFORMAÇÕES

leave a comment »

Agentes de Controle de Endemias trabalham diretamente com o público  levando conhecimento e trazendo dúvidas da população atendida.

Para que o trabalho seja ainda mais eficaz, é necessário treinamento constante com novas informações e métodos de ação.

O setor de educação do Centro de Controle de Zoonoses tem realizado palestras  para que os agentes  tenham atualização referente aos serviços prestados e novas informações para repassar aos munícipes.