DENGUE: SE VOCÊ AGIR, PODEMOS EVITAR

Archive for the ‘LIVRE’ Category

RICLAN – BRIGADISTAS RECEBEM ORIENTAÇÕES DO CCZ

leave a comment »

Cerca de 40 Brigadistas da empresa Riclan, receberam equipe de Informação e Educação do Centro de Controle de Zoonoses para  assistir a palestra : “Lixo = Bicho – Animais e doenças relacionadas ao descarte incorreto de lixo”.

Através da apresentação, os funcionários  puderam constatar os diversos problemas gerados pelos maus hábitos, pela  falta de conscientização e os  prejuízos gerados para a saúde pública.

A mudança de hábitos é fundamental para proteção de todos cidadãos  e  das futuras gerações. Neste contexto, o Centro de Controle de Zoonoses de Rio Claro tem se empenhado para divulgar nossa realidade e as propostas para melhorias para o  bem estar de todos moradores em nossa cidade.

Nossos agradecimentos à empresa pela longa parceria na oportunidade da informação.

 

 

Anúncios

JIBOIA RESGATADA

leave a comment »

Atendendo solicitação, equipe do CCZ resgatou esta jovem jiboia (Boa constrictor) e a soltaram em local apropriado.
O desmatamento, a invasão do seu habitat natural e lixo que atrai roedores, fazem com que estes animais apareçam cada vez mais em áreas urbanas.
Ao encontrar um animal silvestre, não maltrate, não toque, não mate.
Procure os serviços especializados.

Vacinados 3.058 cães e gatos contra raiva neste final de semana

leave a comment »

Mais de 3 mil animais vacinados em um único final de semana no início da campanha de vacinação

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O tempo ajudou e neste primeiro final de semana da campanha de vacinação antirrábica em cães e gatos,  3.058 doses foram aplicadas pelos profissionais do Centro de Controle de Zoonoses, sendo 1.364 no sábado e 1.694 no domingo. Um número expressivo que mostra que os proprietários de animais atenderam ao chamado da Saúde para imunizá-los.

Dezesseis pontos de vacinação foram montados e em todos eles a movimentação foi considerada dentro do esperado. Um dos pontos positivos foi a conscientização dos donos de gatos que este ano utilizaram caixas de transporte para levá-los até os vacinadores, o que facilitou bastante a contenção e evitou fugas.

A raiva é uma doença infecciosa viral aguda, que acomete mamíferos, inclusive o homem, e caracteriza-se como uma encefalite progressiva e aguda com letalidade de aproximadamente 100%. É transmitida ao homem pela saliva de animais infectados, principalmente por meio da mordedura, podendo ser transmitida também pela arranhadura e/ou lambedura desses animais.

A vacinação continua no próximo final de semana em 14 locais:

DIA 24/08/2019 – SÁBADO

  1. Praça: Avenida BNH com Rua 13 e Avenida 50, VILA ELIZABETH BNH
  2. Escola Monsenhor Martins: Avenida 36 com Ruas 5 e 6, VILA OPERÁRIA
  3. Praça da Igreja Santana: Rua 9 com Avenidas 30 e 32, SANTANA
  4. Associação de Bairros: Avenida 17 JW com Rua 5 JW, JARDIM BONSUCESSO
  5. USF Bonsucesso/Novo Wenzel: Rua 6 com Avenida 13 JW,JARDIM NOVO WENZEL
  6. CRAS Bonsucesso/Novo Wenzel: Rua 5 JW com Avenidas 1 JW e 2 JW,BOM RETIRO
  7. Projeto “Estação Do Bem”: Rua 23 NR com Avenidas 1 NR e 3 NR,JARDIM NOVA RIO CLARO 

 

DIA 25/08/2019 – DOMINGO 

  1. Escola José Cardoso: Rua 9 C com Rua 16, ARCO ÍRIS
  2. Quadra Poliesportiva: Rua 6 JA com Rua 3, ARCO ÍRIS
  3. Escola Sylvio de Araújo: Rua 9 A com Avenidas 72 A e 74 A, VILA SÃO MIGUEL
  4. Anel Viário: Anel Viário com Avenida 70 A – VILA SÃO MIGUEL
  5. Escola Djiliah Camargo de Souza: Rua 4 A com Avenida 42 A, JARDIM IPÊ
  6. Igreja Santo Expedito: Rua 20 I com Avenidas 59 e 61, JARDIM ITAPUÃ
  7. USF Assistência: Avenida 1,ASSISTÊNCIA 

CCZ NA SIPAT DA EMPRESA VÍNCULA

leave a comment »

O setor de Educação e Informação esteve presente na Sipat da empresa Víncula orientando sobre animais peçonhentos, arboviroses e prevenção à diversas zoonoses.

Equipe da Santa Casa também estava presente ensinando  sobre higienização das mãos.

A semana de prevenção de acidentes proporciona momentos importantes para a saúde e socialização entre trabalhadores.



OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

leave a comment »

No último sábado, 10, foi concluída em Rio Claro a terceira etapa do projeto Caminhão Conhecendo os ODS.
O projeto desenvolve ações para que a população conheça os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, definidos pela Organização das Nações Unidas (ONU) em conjunto com 193 países.
Em Rio Claro o evento aconteceu no Jardim Público, das 10 às 18h. e a Fundação Municipal de Saúde esteve presente na tenda da Saúde com o NESTD, Saúde Bucal e Centro de Controle de Zoonoses.
Mais de 4 mil pessoas prestigiaram o evento.

Mais uma linda história com final feliz

leave a comment »

Esta semana foi marcada por vários momentos de emoção e sensação de dever cumprido na Zoonoses. Jorjão, um cão que estava no CCZ há semanas aguardando por um lar, conseguiu uma família e já está na nova casa. No mesmo dia, Thor que há 1 ano e meio estava esperando sua vez, também seguiu seu caminho e ganhou um espaço só para ele na casa do seo Aparecido.

Para fechar a semana, mais um final feliz. Depois de 3 anos desaparecido e longe da dona, Sansão, que na verdade se chama Thor, voltou para casa. Durante este tempo todo ele perambulou pelas ruas e acabou se unindo a outros cães no Jardim São Paulo. Em setembro do ano passado foi recolhido. Uma protetora reconheceu o animal quando ele passeava com o tratador da Zoonoses na rua e contou para Cristiane, a dona. Ela, que esteve atrás do cão durante todos esses anos decidiu confirmar se de fato era o seu filhote. Reconheceu o animal e o mais impressionante, foi reconhecida por ele também.

Hoje Cristiane esteve no CCZ para buscar o seu filhotão e o encontrou bem tratado, vacinado, castrado e bem de saúde. O encontro provou que mesmo que se passem anos de separação, o cão jamais se esquece de seu dono. Foi um momento especial para todos. Cristiane contou que adotou Thor quando ele era ainda um bebê e tinha enfrentado uma longa viagem do Mato Grosso até Rio Claro. Com 1 ano de idade ele sumiu e desde então ela vinha tentando saber do seu paradeiro. Ficou bastante emocionada ao rever o animal. Mais uma história com final feliz para fechar a semana.

 

Zoonoses promove ações na Semana de Prevenção à Leishmaniose

leave a comment »

 

Veterinária Maria Emília, à direita, fala sobre a Semana da Leishmaniose no programa Acorda da TV Claret

 

O Centro de Controle de Zoonoses realiza de 5 a 10 de agosto, a Semana de Controle e Combate à Leishmaniose, cujo tema este ano será “Leishmaniose Visceral: # eu apoio e faço parte”. A semana prevê estimular ações educativas e preventivas, promover debates e outros eventos sobre as políticas públicas de vigilância e controle da leishmaniose, apoiar as atividades de prevenção e combate à leishmaniose, organizadas e desenvolvidas pela sociedade civil e difundir os avanços técnico-científicos relacionados à prevenção e ao combate à doença. A TV Claret abriu espaço em seu programa Acorda para receber a Zoonoses e divulgar a programação da semana.

Entre as atividades preparadas para a semana destacam-se uma palestra da médica veterinária Maria Emília Canoa de Godoy para os alunos do curso de biologia da Unesp, no anfiteatro 2 da universidade na quinta-feira, dia 8, às 11h00. Também no dia 8 às 19h00, veterinários, médicos e enfermeiros estarão reunidos no Núcleo Administrativo Municipal (NAM) para um debate sobre a Leishmaniose. Estão programadas duas palestras: “Desmistificando a Leishmaniose Visceral- Ações do CCZ” ministrada pela veterinária Maria Emília Canoa de Godoy e “Leishmaniose: Uma Análise Epidemiológica” apresentada pelas enfermeiras Giza Moraes e Valeska Hamori.

Na sexta-feira, a partir das 13h00, agentes do CCZ que todos os dias estão em contato direto com a população serão instruídos sobre a doença, na sala do Núcleo de Combate a Endemias.

Durante a semana, os pacientes que estiverem no aguardo das consultas nas Unidades Básicas de Saúde também receberão informações sobre a Leishmaniose.

No sábado, dia 10, a Zoonoses estará no Jardim Público aproveitando a presença do projeto itinerante Caminhão da ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável). No local, mensagens visuais lembrarão o público sobre a existência da Leishmaniose e como preveni-la.

A leishmaniose visceral, como o próprio nome indica, afeta as vísceras (ou órgãos internos), sobretudo fígado, baço, gânglios linfáticos e medula óssea, podendo levar à morte quando não tratada. Os sintomas incluem febre, emagrecimento, anemia, aumento do fígado e do baço, hemorragias e imunodeficiência. É transmitida ao homem (e também a outras espécies de mamíferos) por insetos vetores ou transmissores, conhecidos como flebotomíneos. No Brasil, esses insetos podem ser conhecidos por diferentes nomes de acordo com sua ocorrência geográfica, como tatuquira, mosquito palha, asa dura, asa branca, cangalhinha, birigui, anjinho, entre outros. A transmissão acontece quando uma fêmea infectada passa o protozoário a uma vítima sem a infecção, enquanto se alimenta de seu sangue.