DENGUE: SE VOCÊ AGIR, PODEMOS EVITAR

Posts Tagged ‘rio claro

Vermes: evitamos com bons hábitos – como lavar as mãos

leave a comment »

tenia-vermes-corpo

Lavar as mãos é uma ação que deve fazer parte da rotina de todas as pessoas. As mão são utilizadas o tempo todo para pegar objetos, manusear ferramentas, cumprimentas as pessoas, agradar os animais… portanto está  o tempo todo sujeita a contaminação por sujeira, bactérias, vírus e também ovos desses parasitas conhecidos como vermes (dependendo do lugar onde colocamos as mãos). Outro motivo para cuidar de nossas mãos, é que ela está em contato com a nossa boca o tempo todo, quando comemos um salgado ou um sanduíche, roendo as unhas, coçamos o queixo, e outras ações que fazemos sem perceber, portanto, ingerir as sujeiras e a contaminação presentes nas nossas mãos pode acontecer facilmente.

Tradicionalmente são chamadas de verminoses as doenças provocadas por organismos do Filo Platyhelminthes e Nematoda. Esses dois filos possuem representantes com corpo alongado e que popularmente são chamados de vermes.

Os platelmintos são conhecidos principalmente por possuírem corpo achatado. A maioria das espécies possui vida livre, entretanto, o grupo é mais conhecido pelos seus representantes parasitas. Como exemplo de platelmintos parasitas, podemos citar o Schistosoma mansoni e a Taenia sp., que causam, respectivamente, a esquistossomose e a teníase.

Os nematódeos, diferentemente dos platelmintos, não possuem corpo achatado, e sim cilíndrico e fino com extremidades afiladas. Assim como o outro filo descrito, a maioria é de vida livre, porém as espécies parasitas são as mais conhecidas. Como exemplo de nematódeos, podemos citar o Ascaris lumbricoides, causador da ascaridíase; Enterobius vermiculariscausador da oxiurose; Wuchereria bancrofticausador da filariose, e Ancylostoma duodenalecausador da ancilostomose.

Todos nós estamos sujeitos a ação desses parasitas, no entanto, alguns hábitos são de grande valor para prevenir as pessoas de serem parasitadas:

A água contaminada é uma das principais fontes de diversas verminoses.

Sintomas:

Normalmente se caracterizam por provocar sintomas como dores abdominais, enjoo, vômitos e diarreia. Em alguns casos, tais como na cisticercose, pode ocorrer o comprometimento cerebral.

Geralmente o diagnóstico das verminoses é feito através de exames de fezes e de sangue. Após a confirmação desse tipo de doença, são recomendados vermífugos como tratamento.

Como evitar:

  • Lave bem e com frequência as mãos, especialmente quando for lidar com alimentos, antes das refeições e depois de usar o banheiro. Lembre-se de utilizar sabão;
  • Lave cuidadosamente os alimentos antes de prepará-los, especialmente os que vão ser consumidos crus. De preferência, deixe verduras e legumes de molho por 15 minutos em uma solução de 1 litro de água com 1 colher de sopa (15mL) de água sanitária;
  • Procure não andar descalço em lugares em que não conheça as condições de higiene;
  • Beba apenas água filtrada. Se não for possível, ferva-a antes de beber;
  • Comer apenas carne bem passada;
  • Se precisar realizar refeições fora de casa, opte por locais que apresentem a higiene adequada.

RIO CLARO INTENSIFICA AÇÕES NO COMBATE À DENGUE

leave a comment »

Máximo esforço está sendo empenhado nas vistorias e fiscalização autua infratores

Rio Claro intensificou nesta semana as ações preventivas à dengue. Os agentes da Secretaria de Saúde realizam vistorias na cidade toda, em combate à proliferação do mosquito transmissor, e o aumento no número de focos do Aedes aegypti encontrado nas residências motivou a intensificação das ações.

Além das vistorias, a fiscalização, realizada pela Vigilância Sanitária, também está sendo feita e é realizada em estabelecimentos comerciais e residências, com autuações aplicadas quando necessário.

“A conscientização da comunidade é fundamental para que a situação em relação à dengue não se agrave no município”, comenta Maurício Monteiro, secretário de Saúde, acrescentando que apenas com o engajamento de todos é possível combater o Aedes aegypti.

Nas medidas adotadas estão sendo aplicadas a lei municipal 4.909/2015 e a lei estadual 10.083/1998 – Código Sanitário do Estado de São Paulo. “Estamos estabelecendo o máximo rigor na aplicação das leis, uma medida necessária para chamar a atenção da população sobre a importância de que cada um, no seu estabelecimento ou na sua residência, adote medidas preventivas para evitar a dengue”, destaca o secretário.

A autuação é feita em casos de estabelecimentos e domicílios que permanecem em condições inadequadas e também quando tenha havido recusa de atendimento aos agentes de Combate às Endemias do Centro de Controle de Zoonoses. Essa ação está sendo complementada com a abertura de imóveis abandonados ou desocupados em más condições.

Rio Claro tem confirmados 144 casos de dengue, conforme boletim divulgado na sexta-feira (6) pela Vigilância Epidemiológica, e o mais recente índice de densidade larvária do município chegou a 1.9, o que coloca Rio Claro em estado de alerta com relação ao Aedes. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, mais de 80% dos criadouros do mosquito estão dentro de imóveis habitados.

O Aedes também transmite chikungunya, Zika vírus e Febre Amarela, o que reforça a necessidade de que os moradores façam o descarte correto de materiais, pois lixo e sujeira acumulam água.

Fonte: imprensa Rio Claro

CCZ ORIENTANDO NOVOS ALUNOS DA UNESP

leave a comment »

Alunos receberem informações sobre os serviços municipais da cidade

Durante a recepção de 200 novos alunos de Biologia, Ecologia e Pedagogia da UNESP, o Centro de Controle de Zoonoses esteve presente no Campus orientando sobre Posse Responsável de Animais, Febre Maculosa e prevenção à arboviroses para as turmas da manhã e noite.

As orientações sobre Posse Responsável de animais visam a diminuição do abandono de animais, como muitas vezes acontecem ao final dos cursos ou férias. Para os que definitivamente querem um bichinho, o CCZ oferece castração gratuita e vacinação antirrábica diariamente.

As informações sobre Febre Maculosa são fundamentais para estes alunos que realizam pesquisas e trabalhos em campo,  consideradas áreas de risco de contato com carrapatos.  O conhecimento sobre a doença e o vetor, faz a diferença para que, se iniciados sintomas , o profissional médico seja avisado sobre o contato e inicie imediatamente tratamento para assim, evitar-se agravamentos ou óbitos.

Outro tema abordado foi a prevenção às arboviroses como: Dengue, Zika, Chikungunya e Febre Amarela, todas transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti . A eliminação de criadouros no Campus e nas repúblicas dos estudantes são ações essenciais para o controle do vetor  e diminuição na utilização de inseticidas que podem prejudicar outras espécies animais que são predadores de mosquitos, tais como: pássaros, lagartixas, aranhas, sapos, etc.

Estes futuros profissionais foram orientados também sobre os serviços públicos municipais.
Sejam bem vindos !

NOVOS SERVIDORES DA SAÚDE PARTICIPAM DE INTEGRAÇÃO

leave a comment »

Servidores contratados por meio de concurso público já tomaram posse dos cargos

 

A Secretaria Municipal de Saúde de Rio Claro realizou na tarde desta quarta-feira (4) reunião de integração com os novos servidores contratados por meio de concurso público. São 70 profissionais em diversas funções que já tomaram posse dos cargos e estão atuando nas unidades de saúde. O prefeito João Teixeira Junior e o secretário municipal de Saúde, Maurício Monteiro, deram as boas vindas aos novos colaboradores.

“Ser funcionário público é uma responsabilidade muito maior do que muita gente pensa, principalmente na saúde. Peço a vocês que atuem a serviço da população, que tratem as pessoas como gostariam de serem tratadas”, disse Juninho aos servidores, lembrando que o acolhimento e um gesto de carinho fazem toda a diferença.

O prefeito lembrou os investimentos feitos pela prefeitura no setor de saúde, sendo R$ 204,4 milhões somente no ano passado. Nos últimos três anos Rio Claro ganhou seis novas unidades de saúde, o Centro de Especialidade Infantil (CEI), novas ambulâncias, três novos aparelhos de raios-x para as unidades de urgência e emergência e mais de 32 mil procedimentos foram realizados no Espaço Mais Saúde, entre outras melhorias.

O secretário destacou a importância de cada servidor, independente de seu campo de atuação, dentro do quadro que compõe a saúde. “Vocês são parte do reforço para o nosso exército de colaboradores. Espero contar com cada um na incorporação de novas práticas que ajudem a melhorar ainda mais os serviços públicos de saúde e, consequentemente, o atendimento à população”, pontuou Monteiro.

Na reunião de integração os servidores discutiram diversos temas como o funcionamento da rede do SUS (Sistema Único de Saúde) e ética profissional. A dengue também foi lembrada com alerta sobre a necessidade de cada um fazer a sua parte no combate ao mosquito Aedes aegypti, adotando rotineiramente medidas preventivas.

Além dos servidores, participaram da reunião a chefe de gabinete da Fundação de Saúde, Eleny Freitas de Almeida; Cristina Guizzo Zaia, diretora de Gestão de Pessoas; Silveli Pazetto, coordenadora do Samu; Solange Marscherpe do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) e Bruna Oliveira, chefe do Núcleo de Educação em Saúde, Treinamento e Desenvolvimento (NESTD).

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: imprensa.rioclaro.sp.gov.br

CCZ ORIENTANDO NO JARDIM DAS NAÇÕES

leave a comment »

 

 

 

 

 

 

 

No último sábado, 29, a Secretaria de Habitação organizou evento para moradores do Jardim das Nações, onde produtos e serviços realizados por moradores foram oferecidos ao público dos condomínios e bairros próximos.

O CCZ esteve presente com orientações, exposição de animais peçonhentos e os serviços prestados pelo setor.

Estas parcerias entre os setores municipais são importantes para troca de informações e ampliação de benefícios aos munícipes e servidores.

 

 

 

 

 

RIO CLARO VOLTA A FICAR EM SITUAÇÃO DE ALERTA PARA A DENGUE

leave a comment »

Levantamento larvário realizado pela Secretaria Municipal de Saúde aponta índice 1,9

A Fundação Municipal de Saúde de Rio Claro  concluiu o primeiro levantamento deste ano de Análise de Densidade Larvária (ADL) do município. O resultado registrado de 1,9 coloca o município em estado de alerta para o Aedes aegypti, segundo classificação da Organização Mundial de Saúde (OMS).

“Os números confirmam que todos devem estar atentos em relação aos cuidados necessários para evitar a proliferação do mosquito e, consequentemente, casos de dengue e outras doenças transmitidas pelo mosquito”, frisa Maria Clélia Bauer, secretária de Saúde.

Para o levantamento, mais de 2.400 residências foram vistoriadas de 6 a 15 de janeiro. Agentes de endemias realizaram as vistorias, mapeando os locais com água parada. As larvas encontradas foram recolhidas e enviadas para o laboratório do Centro de Controle de Zoonoses para análise e contagem, resultando no índice. De acordo com a OMS, os índices inferiores a 1 são considerados satisfatórios; 1 a 3,9 indicam situação de alerta; e índices superiores a 4, risco de surto.

Ao longo do ano são realizados quatro levantamentos. “Estes números são importantes para auxiliar nas ações e estratégias desenvolvidas para combater o Aedes aegypti”, destaca Diego Reis, gerente do CCZ.

No verão há dois agravantes que podem favorecer a reprodução do Aedes. Com as chuvas a quantidade de água parada aumenta e o calor pode acelerar o ciclo do mosquito, fazendo com que as larvas desenvolvam-se mais rapidamente. A principal medida para evitar a dengue, chikungunya, zika vírus e febre amarela é acabar com os possíveis criadouros. Sem o mosquito não há transmissão destas doenças.

A estimativa é de que 80% dos criadouros estejam nos imóveis habitados, como residências, locais de trabalho e comércios. “Qualquer local ou quantidade de água parada serve para procriação dos mosquitos e a colaboração diária de toda população na eliminação de criadouros e descarte correto de materiais é a forma mais eficaz para mosquitos e epidemias”, finaliza Diego.

Fonte: Imprensa Rio Claro

 

AÇÕES EDUCATIVAS DO CENTRO DE CONTROLE DE ZOONOSES

leave a comment »

Setor de Educação e Informação trabalha diretamente com a população objetivando prevenção às zoonoses 

 

A Fundação Municipal de Saúde, através do  Centro de Controle de Zoonoses de Rio Claro,  trabalha com a prevenção de diversas doenças que animais podem transmitir a humanos, as zoonoses, como Dengue, Raiva, Leptospirose , entre outras.

Os trabalhos  realizados como palestras, exposições, orientações ao público, são feitos através do setor de Educação e Informação do CCZ e apresentados em escolas, empresas, projetos, igrejas, instituições.

Durante o Ano de 2019 foram realizadas 173 palestras, com um público total de 11.073 pessoas e o tema mais solicitado de  palestras foi :  “Lixo = Bicho – Animais e doenças relacionadas ao descarte incorreto de lixo”, onde as profissionais do setor, Solange Mascherpe e Daiana Carolina Joaquim,  orientam a população  a utilizarem corretamente os serviços públicos oferecidos como a coleta diária, coleta seletiva, Eco Pontos e o Caminhão Cata Bagulho, visando a prevenção  de doenças e a diminuição na proliferação de roedores, mosquitos e animais peçonhentos.

Em parceria com a Atenção Básica, foram realizadas orientações sobre Febre Maculosa para profissionais em todas as USFs – Unidades de Saúde da Família , UBSs -Unidades Básicas de Saúde e UPAs – Unidade de Pronto Atendimento,  onde os profissionais puderam conhecer mais sobre o vetor da doença, sintomas, tratamentos e abordagem aos pacientes, evitando-se agravamentos e óbitos. Nestas reuniões, com a presença da bióloga Milene Weissmann,  também foram realizadas orientações  sobre procedimentos relativos a acidentes com escorpiões, sobre medidas preventivas ao mosquito Aedes aegypti e as arboviroses por ele transmitidas, como a Dengue, Zika, Chikungunya e Febre Amarela.

Durante o ano foram realizadas ações  como exposições, feiras, colocação de faixas informativas e distribuição de folhetos, onde o público atingido foi  de 70.420 pessoas.

Outros importantes temas também foram abordados  em  palestras, como: Piolhos e Posse Responsável de Animais.

Com um total de 201 ações realizadas, 81.493 pessoas, tiveram algum acesso às informações educativas transmitidas pelo setor.

A equipe também atualiza diariamente as redes sociais como  Blog, Facebook e Twitter onde são registradas as atividades,  localização diária dos agentes de endemias, ações educativas, matérias, pesquisas e  curiosidades sobre animais e saúde.

O agendamento de palestras é gratuito e pode ser realizado através dos telefones: 3535-4441 e 3533-7155.

 

 

 

 

 

 

https://cczrioclaro.wordpress.com/iec-eventos-e-palestras-do-mes/

Facebook : Zoonoses Rcsp

Twitter: @cczrioclaro